Investidores preferem mercado monetário e fundos de ações


As moedas dos mercados emergentes sofreram um revés, desde que a Reserva Federal americana anunciou que se esta preparar para terminar o seu programa de aquisição de obrigações. Os países com maiores moedas e com défice de capital nas suas contas foram atingidos fortemente, dada a sua forte dependência em financiamento estrangeiro. Enquanto isso, os países mais fortes fiscalmente e com as maiores reservas de moedas estrangeiras não viram a depreciação chegar às suas moedas.

Os investidores devem lembrar, que, embora os mercados emergentes sejam inerentes à volatilidade, estão a recolher benefícios de permanecer a longo prazo nesta classe de ativos.

Queda na semana

Segundo o Market Insights, da J.P.Morgan Asset Management, a semana anterior ao dia 26 foi, na sua generalidade, má para os investidores. A maior parte dos mercados acionistas fecharam a semana a desvalorizar (as exceções são o mercado DAX com uma valorização de 0,3% e o S&P500 que subiu 0,5%). Já no segmento MSCI AC World, o grande destaque vai para a tecnologia que cresceu 0,8% e a saúde que valorizou 0,6%. Já nos fundos, o mercado monetário cresceu 2,4 mil milhões de dólares e os fundos de ações o valor situou-se nos 1,5 mil milhões de dólares.

Tudo a crescer nos últimos doze meses

O MSCI Brasil é a exceção no crescimento dos mercados acionistas nos últimos doze meses, tendo desvalorizado 1,8%. Os restantes mercados subiram, com destaque para o TOPIX que viu o seu crescimento se situar nos 52,7% nas últimas 52 semanas. Na Europa o crescimento é mais modesto, com a média a situar-se em torno dos 20%m com destaque para o IBEX que valorizou 25,4%.

Já nos MSCI AC World, o grande vencedor a doze meses é o sector do consumo discricionário, que cresceu no último ano quase 35%.

Outros indicadores

A volatilidade, medida pelo índice VIX, decresceu durante o mês de Agosto, sobretudo devido à silly season e ao “fraco” investimento por parte dos investidores.

Em relação ao Forward P/E, o rácio mostra que o MSCI dos mercados emergentes é o menor atingindo o valor de 10. No entanto, os restantes mercados não se encontram muito longe, com o MSCI Europa a situar-se nos 12,6, o FTSE 100 está nos 11,8 e o MSCI World atingiu os 13,7.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3 4
Anterior 1 3 4

O Mais Lido

Próximos eventos