Tags: Emergentes | ETF |

Investidores particulares aumentam participação no mercado brasileiro de ETFs


O volume negociado pelos investidores institucionais caiu de 45% em Dezembro de 2012, para 40% em Janeiro deste ano. Apesar disso, continua a ser o segmento líder de mercado.

As instituições financeiras representam 29%, seguindo-se os investidores estrangeiros com 19% e as empresas públicas e privadas com 2% do volume total negociado através de ETF. No caso destes dois segmentos verificou-se um ligeiro aumento, dos 17,7% (investidores estrangeiros e instituições financeiras 28,3% do volume gerado em Dezembro do ano passado. 

Dos quinze ETF disponíveis no mercado brasileiro, o BOVA11 foi um dos mais beneficiados com este aumento de participação dos investidores particulares neste tipo de produto financeiro. Este fundo representa 91% do volume total criado no mercado de ETFs. Os particulares representaram 10% do fundo em Janeiro, o que se diferencia do registado no mês anterior, 6,8%. Por outro lado, o PIBB11 (Desktop Brasil Bovespa Index) registou uma participação de 20% por parte dos investidores. Esta percentagem do volume negociado no primeiro mês do ano, está claramente acima dos 16,3% registados em Dezembro de 2012.

Gráfico: BM&FBovespa

O Mais Lido

Próximos eventos