Tags: Emergentes | Latam |

Inflação vai descer até ao fim do ano


O Banco Central do Brasil apresentou o seu Relatório Trimestral da Inflação que mostra que este indicador vai estar abaixo das previsões, no final do ano. Segundo os cálculos do Banco Central, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) vai fechar o ano nos 5,8%, em vez dos 6% inicialmente previstos. Se tal acontecer, será a terceira descida anual da inflação, que viu os seus valores em 6,5% em 2011 e 5,84% em 2012.

Distantes do ideal

Apesar da inflação estar mais baixa do que era inicialmente previsto, ainda está distante do ideal. Segundo o governo dirigido por Dilma Rousseff, a inflação teria de ser de 4,5% para que o governo brasileiro conseguisse atingir o seu objetivo. Mesmo nos próximos anos (2014 e 2015), não está previsto que a inflação atinja os 4,5%. Pode ler-se no relatório que "nos próximos meses, a evolução dos índices de preços ao consumidor deverá refletir, de um lado, o efeito da recente depreciação cambial, e de outro, o efeito base da progressiva eliminação do impacto das elevadas taxas mensais de inflação no segundo semestre de 2012”.

A importância da taxa Selic

A Taxa Selic é o principal instrumento que influencia a atividade económica brasileira. Tal como foi referido aqui, a Taxa Selic pode atingir os 10% até ao final do ano, o que irá baralhar as contas da inflação e confundir a meta proposta por Dilma Rousseff e pelo seu governo.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3
Anterior 1 3

O Mais Lido

Próximos eventos