Tags: Obrigações | Ações |

Índice português continua em queda


O PSI 20 encerrou hoje a sessão a cair 0,03% para os 5.860,040 euros. Nas restantes congéneres europeias o cenário foi idêntico e apenas Madrid fechou no verde, subindo 0,05%. Paris, por seu lado, caiu 0,21% e Frankfurt 1,03%.

Na NYSE Euronext Lisbon, apesar de tudo, o cenário foi mais positivo do que ontem, já que 5 empresas cotadas aguentaram-se no verde; 2 mantiveram os mesmos resultados da última sessão e  13 encerraram a cair.

No sector bancário, todas as empresas encerraram a cair, enquanto o Banif e o BES mantiveram os mesmos resultados. O BCP desvalorizou 1,01% para os 0,098 euros, enquanto o BPI ultrapassou a barreira dos 2% e caiu 2,16% para os 0,952 euros.

A energia foi o sector mais positivo da sessão, com apenas a REN a desvalorizar 1% para os 2,184 euros. A maior valorização do dia pertenceu à Galp Energia que cresceu 3,45% para os 13,055 euros. A EDP renováveis mais modesta subiu 0,38% para os 3,744 euros. A EDP energia não foi além de um crescimento de 0,26% para os 2,682 euros.

Dia negro, também para as telecomunicações, no “pós-negócio” de fusão da Optimus com a Zon Multimédia. A empresa onde Isabel dos Santos tem cota parte, desvalorizou 0,14% para os 4,150 euros. A Sonaecom, também no vermelho, caiu 0,50% para os 1,801 euros. Na mesma “onda” a PT caiu 0,04% para os 2,816 euros.

O final de sessão também não favoreceu as retalhistas e uma das maiores quedas pertenceu mesmo à Jerónimo Martins que desvalorizou 2,63% para os 14,800 euros. A Sonae SGPS desvalorizou menos, mas ainda assim encerrou a descrescer 0,37% para os 0,811 euros.

Neste final de sessão, destaque para a Cofina e a ESFG, que valorizaram 0,22% e 0,19%, respectivamente.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos