Tags: Obrigações | Ações |

Indicador de poupança recua para mínimo de Abril


De acordo com o comunicado, o valor recuou de 116,8 em Julho para 112,1 no mês passado, o mais baixo desde Abril, quando se situou em 111,5, após vários meses de subidas. “O indicador sugere que a tendência crescente da poupança das famílias em % do PIB foi interrompida”, é referido na mesma nota.

Relativamente ao emprego em Portugal, analisado também mensalmente, os dados e Agosto mostram que “as expectativas de desemprego voltaram a diminuir, apesar de se manterem em níveis elevados”. Esta ligeira melhoria, é sublinhado no comunicado, “poderá contribuir para a redução da taxa de poupança por motivos de preocupação”.

 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos