Tags: Obrigações | Ações |

Inaugura-se uma nova etapa de ‘corporate governance’ em Portugal


“A nova fase de ‘corporate governance’ que se iniciou no país tem como objectivo o contínuo aperfeiçoamento e adequação do sistema de governo societário à realidade das empresas emitentes e do mercado de capitais nacional”, disse Abel Ferreira, director executivo da AEM.

De facto, a maior exposição ao mercado de capitais traduz-se num melhor recebimento do código de governação societário. As linhas de acção apresentadas são a monitorização privada do grau de acolhimento das recomendações, que se verificou como sendo bastante elevado, o incentivo e suporte à preparação de códigos de natureza privada e o intenso dialogo e cooperação com a CMVM na revisão do respectivo código.   

Neste sentido, “além de ser exibida uma continuada evolução positiva no grau de acolhimento das recomendações de governo societário, demonstra-se ainda que este ciclo de estudos se revela igualmente apto a influir na conformação das melhores práticas de ‘corporate governance’”, referiu Paulo Câmara, um dos responsáveis da equipa da Universidade Católica que produz o relatório.

Segundo as conclusões deste terceiro Relatório, a média do Índice Católica Lisbon/AEM atingiu o valor de 9.224 este ano, face a 9.165 em 2011, num máximo de 10.000, e cerca de 81,4% das 43 empresas cotadas, consideradas no estudo, foram classificadas com uma notação entre AAA e A. A notação máxima (AAA) foi atribuído a 39,5% das sociedades cotadas incluídas.  

A CMVM tendo anunciado reduzir o número de recomendações constantes do seu novo Código de Governo das Sociedades, divulgado na passada sexta-feira, e tendo informado pretender proceder ao desdobramento de algumas recomendações mais extensas e conteúdo múltiplo em recomendações individuais, vem ao encontro do que os Relatórios Católica Lisbon/AEM têm defendido desde a sua primeira edição (em Dezembro de 2001).

A apresentação contou com as intervenções dos responsáveis da equipa da Universidade Católica que produziu o Relatório, Doutor Miguel Athayde Marques, Doutora Leonor Modesto e Dr. Paulo Câmara, bem como, do Presidente da AEM, Dr. Luís Palha da Silva, e do Director Executivo da Associação, Dr. Abel Sequeira Ferreira.

Anexos

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos