Gestoras de patrimónios aumentam em 50% o investimento em fundos


No final do mês passado, o montante sob gestão das entidades que gerem patrimónios somava mais de 60.000 milhões de euros. Face ao mês anterior, o montante cresceu 0,7%, ou seja, cerca de 420 milhões de euros. Estão são os dados disponibilizados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – através da sua página na internet, e que representavam 91,8% do valor global das carteiras sob gestão discricionária do mercado nacional. Esta discrepância acontece porque nem todas as entidades se encontram registadas na Associação. Já nos primeiros dez meses do ano o segmento cresceu mais de 10%, ou seja, quase 5.800 milhões de euros.

Investimento em fundos cresce 50%

Analisando os investimentos que as gestoras de patrimónios fazem para as suas carteiras, nos primeiros dez meses do ano, o maior aumento aconteceu ao nível do montante aplicado em fundos de investimento. Conjuntamente, os fundos mobiliários nacionais e internacionais, e os imobiliários nacionais e estrangeiros somavam, no final de outubro mais de 6.350 milhões de euros. Este valor, face ao final de dezembro passado, cresceu praticamente 50%, já que no final de 2015 o montante aplicado ascendia a 4.244 milhões de euros. Com este montante, os fundos de investimento representavam mais de 10,6% do total investido por estas entidades.

Entre as várias categorias nas quais se inserem os fundos de investimento, deve referir-se que o maior crescimento em termos percentuais aconteceu nos fundos imobiliários estrangeiros. No período em análise, esta rubrica cresceu 180% para os 36 milhões de euros. Já o maior aumento monetário foi registado no investimento em fundos mobiliários internacionais, que cresceu dos 1.500 milhões para  os 4.500 milhões de euros.

As obrigações continuam a ser os ativos preferidos das gestoras de patrimónios, perfazendo 67% dos investimentos protagonizadas pelas entidades que gerem patrimónios. No final do mês passado o investimento nestes ativos ascendia a mais de 40 mil milhões de euros. Já as ações sofreram uma evolução de 38,8%, somando no final de outubro mais de 5.140 milhões de euros de montante aplicado pelas sociedades gestoras de patrimónios.

A evolução nos investimentos das gestoras de patrimónios

CategoriaDezembro 2014Outubro 2015Variação %Variação €
Ações 3 704 714 630 € 5 141 538 703 €38,8%1 436 824 074 €
Obrigações 38 012 580 701 € 40 205 049 469 €5,8%2 192 468 768 €
Fundos De Investimento 4 244 526 540 € 6 356 296 944 €49,8%2 111 770 405 €
Outros Ativos 8 276 371 969 € 8 314 912 375 €0,5%38 540 406 €

Fonte: APFIPP no final de outubro

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos