Tags: Negócio |

Gestão dos fundos mobiliários da CA Gest passa para esfera de gestão da IMGA


É seguramente uma das novidades do ano no que toca ao mundo da gestão de ativos nacional: a gestão dos fundos mobiliários da CA Gest passa para esfera de gestão da IMGA. Em comunicado, é revelado que “o Grupo CIMD e o Grupo Crédito Agrícola acordaram a transferência da gestão dos fundos mobiliários geridos pela CA Gest para a IMGA, bem como a comercialização na rede de agências do Grupo Crédito Agrícola”.

No mesmo documento pode ler-se que “com esta operação, a IMGA passa a gerir um valor global superior a 2 mil milhões de euros, consolidando desta forma a sua posição de 3ª maior gestora de fundos de investimento mobiliário em Portugal com uma quota de mercado de 17,9%”.

Licínio Pina, presidente do conselho de administração executivo da Caixa Central, refere que “para o Grupo Crédito Agrícola, esta transação tem como pressuposto a continuidade da excelente performance que os Fundos CA têm apresentado", sendo "um passo que confirma a orientação do Grupo Crédito Agrícola junto dos seus clientes”. No curto prazo, prossegue, é possibilitada “a seleção e disponibilização de uma base alargada de instrumentos de investimento geridos por sociedades internacionais aos clientes do Grupo Crédito Agrícola, através da sua rede de 672 agências”.

Da IMGA, por seu lado, Emanuel Silva, presidente da Comissão Executiva, refere que “a operação contribui de forma importante para a consolidação da atividade após a aquisição da Millennium Gestão de Ativos em maio de 2015, o acordo com o Grupo Crédito Agrícola permitirá garantir uma maior cobertura do território nacional, ficando a IMGA com mais de 1.500 pontos de distribuição que representam cerca de 25% dos recursos de clientes do sistema financeiro nacional”.

28 fundos no total

Com esta transferência, a IMGA passará a ter sob a sua alçada 28 fundos de investimento mobiliários, que “serão comercializados com a marca IMGA ou, em alternativa, com a marca dos distribuidores com quem a sociedade estabeleça acordos de distribuição”.

O acordo está pendente de autorização prévia por parte da entidade de supervisão competente.

Onda de consolidação

Este anúncio é o reflexo nacional da vaga de movimentos de consolidação que temos observado internacionalmente na indústria de gestão de ativos e aconteceu no mesmo dia em que a Invesco divulga a aquisição da provedora de ETFs Source e uma semana depois da Schroders comunicar a compra da Adveq Holding, uma entidade especializada em soluções de investimento relacionadas com private equity. Se a isto se juntar o recente anúncio de fusão entre a Aberdeen e a Standard Life Investments, assim como a materialização da fusão entre a Henderson e a Janus Capital, resulta percetível o caminho das gestoras para consolidar os seus negócios e ganhar quota de mercado num ambiente empresarial cada vez mais competitivo. ​

 

 

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos