Tags: Consultoria |

Gestão de Patrimónios: Investimento em fundos cresceu 4,61% em outubro


No final do décimo mês do ano, os ativos sob gestão das gestoras de patrimónios totalizavam mais de 60.017 milhões de euros, segundo os dados revelados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios - APFIPP. Este valor representa um crescimento de 0,71% face ao final do mês de setembro. Se analisarmos a evolução desde do final do ano passado, então o incremento é bem superior, na ordem dos 10,7%.

União Europeia na “mó de cima”

No investimento realizado em fundos, em outubro, houve um acréscimo de 4,61%, com o total investido a somar mais de 6.356 milhões de euros. Dentro desta categoria a Associação define três origens: União Europeia, Portugal e Outros Países. Nestas três rubricas, aquela que mais cresceu no mês de outubro foi a ‘União Europeia’. O aumento foi superior a 8%, com o total somar mais de 3.813 milhões de euros. Este segmento é, também, o maior entre os fundos de investimento, já que o investimento em fundos nacionais totaliza 1.814 milhões e nos ‘outros países’ atinge 728 milhões de euros.

Em termos evolutivos, além do crescimento na ‘União Europeia’, o investimento em fundos de investimento portugueses decresceu pouco mais de 1% em outubro. Ainda assim, apesar do total investido ser menor do que no mês de setembro, houve duas mudanças positivas. De acordo com a Associação o maior aumento percentual ocorreu nas UPs dos fundos de ações nacionais que subiram 12,77%, sendo seguido das UPs de fundos monetários com um crescimento de 3,6%.

Relativamente ao ‘outros países’, neste segmento foi registado uma subida de 3%.

Valores mobiliários com crescimento residual

Se excluirmos os fundos de investimento da análise, os valores mobiliários sofreram um aumento de 0,27% para mais de 45.398 milhões de euros. O investimento em Portugal foi dos poucos onde houve um decréscimo, desta feita de quase 4% para 19.177 milhões de euros.

Entre aqueles que mais cresceram, destaque para o maior aumento percentual que ocorreu no Brasil. Em outubro o investimento em valores mobiliários excepto fundos de investimento cresceu 86% para 303 milhões de euros, surgindo de seguida a Áustria com um incremento de 68,8%.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos