Tags: Negócio |

Caixagest volta destacar-se na gestão de patrimónios em abril


Abril foi um mês de crescimento para o segmento de gestão de patrimónios1. A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP, fez o balanço do quarto mês de 2017 e a conclusão foi um aumento a dobrar relativamente ao mês de março. A 30 de abril, o valor das carteiras sob gestão discricionária ascendeu a 56.406,3 milhões de euros, o que configura um crescimento de 0,6%.

Contudo, quando comparado com o mesmo mês do ano passado, houve um decréscimo de 2,1% nos montantes sob gestão. Ainda assim, desde o início deste ano registou-se um aumento de 0,7%.

Sociedades Gestoras

Relativamente às entidades gestoras associadas na APFIPP, o pódio continua inalterado. Tal como em janeiro, fevereiro e março, também em abril a Caixagest continuou a liderar com 22.564,6 milhões de euros de ativos sob gestão. É importante referir ainda que a sociedade gestora tem vindo a aumentar gradualmente a sua quota de mercado: com 39,5% em janeiro, 39,6% em fevereiro, 39,9% em março e, finalmente, 40% no mês de abril.

Logo em seguida surgem a BMO GAM com 13.205,8 milhões de euros e uma quota de 23,4%, e a BPI Gestão de Activos com 6.792,7 milhões de euros e uma quota de 12%.

A entidade que mais cresceu em abril, em termos de valores absolutos, foi novamente a Caixagest, com um incremento de 215 milhões de euros, representando uma subida de 1%.  Já em termos percentuais, o destaque vai para a Dunas Capital – Gestão de Activos com 22,4% de crescimento (2 milhões de euros).

Desde o início do ano, também a Dunas Capital – Gestão de Activos foi a sociedade gestora que registou o maior aumento percentual dos ativos geridos, com 37,2%, o correspondente a 3 milhões de euros. Mais uma vez a Caixagest aparece, representando o maior crescimento em valores absolutos, com 636,7 milhões de euros de avanço (2,9%).

Screen_Shot_2017-06-02_at_12

1 De acordo com dados da CMVM, em 30 de Abril de 2017, os montantes geridos por estas entidades representavam 89,6% do valor total de gestão individual de ativos em Portugal. 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos