Tags: Consultoria |

Gestão de Patrimónios: ativos sob gestão crescem 2,3% no primeiro semestre


Nos primeiros seis meses do ano o segmento de gestão de patrimónios sofreu um aumento superior a mil milhões de euros. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – entre o final do ano passado e o mês de junho, os ativos sob gestão das entidades gestoras de patrimónios cresceram 2,3% para mais de 55.467 milhões de euros. Em termos monetários, o aumento é superior a 1.200 milhões de euros.

Em termos homólogos, a tendência é inversa. Nos últimos doze meses  houve um queda de 2,6%, o que corresponde a cerca de 1.500 milhões de euros, já que no final de junho de 2014 os ativos sob gestão ascendiam a 56.970 milhões de euros.

Caixagest reforça liderança, BPI Gestão de Activos avança

A Caixagest consolidou a sua posição de liderança nos primeiros seis meses do ano. Nesse período sofreu um incremento de 1,5% para mais de 22.210 milhões de euros em volume sob gestão. A BMO Global Asset Management (anteriormente designada de F&C Portugal) continua a ser a segunda maior entidade nacional neste segmento, embora mais distante da liderança. Nos primeiros seis meses do ano sofreram uma queda de 1,7%, tendo fechado o semestre com praticamente 13.800 milhões de euros.

O último lugar do top3 vai para a BPI Gestão de Activos. A entidade fechou o mês passado com quase 8.100 milhões de euros, sendo a instituição que apresenta o maior crescimento absoluto nos primeiros seis meses do ano, com mais 1.100 milhões de euros.

Já o maior aumento percentual foi registado pela Optimize Investment Partners. A entidade apresenta uma evolução de 22,8% em 2015, o que se traduz em mais 19,4 milhões de euros. No final de junho a gestora tinha 104,4 milhões de euros em ativos sob gestão.

As gestoras de patrimónios no final de junho

Fonte: APFIPP no final de junho
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos