Fundos PPA ‘piscam o olho’ em 2015


O ano de 2015 tem sido positivo para a maioria dos fundos de investimento nacionais. Os dados publicados pela Morningstar, através da sua plataforma online, mostram que os cerca de duas centenas de produtos registam uma rendibilidade média em 2015 superior a 5%. Para este valor contribuem cerca de cinquenta produtos que superam os 10% de rendibilidade entre o final do ano passado e o final do mês de julho.

Também o segmento dos fundos poupança ações consegue destacar-se entre os fundos com melhor desempenho em 2015, já que todos os seus produtos superam os 10% de rendibilidade. Em termos médios, a meia dúzia de fundos regista uma valorização média de 17,80%.

Entre os produtos deste segmento aquele que apresenta melhor performance em 2015 é o BPI PPA. Gerido pela BPI Gestão de Activos, o fundo atinge uma rendibilidade de 22,19% no período em análise. No final de julho o seu património ascendia a mais de 1,77 milhões de euros, com as maiores posições em carteira a pertencerem às cotadas nacionais NOS, Sonae SGPS e BCP. No relatório mensal do produto, relativo ao mês de junho, a NOS foi das empresas que mais contribuiu para a performance do produto ao registar “uma subida de 6,7%”.

Com uma rendibilidade de 19,04% e quase 3 milhões de euros em património surge o Caixagest PPA. O fundo gerido pela Caixagest tem como maiores investimentos as cotadas Sonae SGPS, BCP e Galp Energia. De acordo com o prospeto do fundo, o património do produto será “composto por ações e por títulos de participação cotados em Bolsa de Valores Nacional”. A carteira do fundo pode ainda “deter unidades de participação de Fundos de investimento cujos ativos estejam maioritariamente investidos em ações cotadas em mercados nacionais”.

Sob a responsabilidade de José Valente, da GNB Gestão de Ativos, surge o terceiro PPA mais rentável em 2015: o NB Poupança Ações – PPA. Nos sete primeiros meses do ano o fundo regista um incremento de 17,62% com o património a rondar os 2 milhões de euros. Entre as maiores posições encontramos a Sonae SGPS, o BCP e a EDP Renováveis.

Os restantes fundos também registam rendibilidades assinaláveis. Com uma valorização de 16,58% figura o F.P. Acção Futuro que é gerido pela Futuro, seguido do F.P. NB PPA que faz parte da GNB Gestão de Ativos e apresenta uma subida de 16,43%. Já o fundo da Santander Asset Management, o Santander PPA, fechou o período em análise com uma valorização de 14,91%.

Rendibilidade dos fundos PPA em 2015

para aumentar

Fonte: APFIPP no final de julho

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos