Tags: Pensões |

Fundos Poupança Ações aumentam carteira em dois dígitos no primeiro trimestre


Esta categoria engloba apenas dois produtos que têm apresentado valorizações assinaláveis, sobretudo nos últimos doze meses: ESAF PPA e ainda o PPA Acção Futuro, segundo a APFIPP. De acordo com a Associação, a carteira desta categoria cresceu 11,7% durante o primeiro trimestre do ano para os 3,721 milhões de euros, isto depois da queda que houve do terceiro para o último trimestre do ano passado, onde o valor total da carteira desta categoria passou de 4,656 para 3,330 milhões de euros.

Os dados publicados, através do relatório mensal referente aos fundos de pensões, mostram que a grande maioria da carteira é composta por ações nacionais, representando 98,1% com mais de 3,651 milhões de euros. A presença das ações nacionais aumentou em 18,3% face ao final do ano passado onde detinha pouco mais de 3 milhões de euros.

Também nas unidades de participação de fundos de investimento ações houve um crescimento trimestral na ordem dos 17,2%, com esta categoria a fechar o período analisado com 5.484 euros, representando apenas 0,1% do valor total da carteira.

Crescimento assinalável

Os dois fundos da categoria fecharam o primeiro trimestre com uma rendibilidade anual acima de 45%. O produto que apresenta a rendibilidade maior é o ESAF PPA com ganhos de 49,81% no final de março enquanto o PPA Acções Futuro atingiu os 46,25%. A três anos o produto da ESAF continua a dominar, desta feita com ganhos anuais de 11,57% contra os 8,6% do produto da Futuro. Já a cinco anos o resultado inverte-se, com o PPA Acções Futuro a chegar aos 11% enquanto o ESAF PPA se fica pelo 10,71%.

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos