Fundos poupança acções com melhor rendibilidade média a 12 meses


A categoria de fundos de poupança acções está com uma rendibilidade anualizada média, a 12 meses, de 26,05%, a mais elevada entre as restantes categorias no resumo estatístico das medidas de rendibilidade e risco dos fundos de investimento mobiliário (FIM), divulgadas pela APFIPP.

Na semana terminada a 18 de Janeiro, o melhor fundo desta categoria, o PPA Acção Futuro, da Montepio Gestão de Activos, tinha uma rendibilidade anualizada a um ano de 31,17%, enquanto aquele com desempenho inferior, o Caixagest PPA, acumulava um retorno de 16%.

A segunda categoria com maior rendibilidade média é a de fundos de acções nacionais – 24,45% -, na qual os fundos com melhor e pior retorno são, respectivamente, o Espírito Santo Portugal Acções (27,85%) e o Caixagest Acções Portugal (14,08%).

Seguem-se, com retornos a 12 meses muito semelhantes, a categoria de fundos de obrigações taxa fixa euro (17,45%) e a de fundos de obrigações euro (17,26%), onde há apenas um fundo com informação para este período, o Popular Euro Obrigações. No caso da primeira, o Espírito Santo Obrigações Europa (que incorporou por fusão o Obrigações Global) é o tem o melhor retorno (40,46%), estando no ponto oposto o Santander Multi Taxa Fixa (3,65%).

Entre as 24 categorias que compõem o resumo estatístico das medidas de rendibilidade e risco dos FIM existem apenas três cuja rendibilidade anualizada média a 12 meses é negativa, concretamente, a de fundos especiais de investimento mistos (-2,02%), fundos especiais de investimento imobiliários (-4,27%) e outros fundos especiais de investimento (-1,69%).

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos