Fundos nacionais aplicam mais dinheiro em fundos


O valor total dos ativos sob gestão nos fundos de investimento mobiliário, no final de janeiro atingiu os 12,71 mil milhões de euros, mais 2,9% do que no mês anterior, segundo o relatório mensal da APFIPP.

A entidade divide as aplicações feitas pelas carteira dos fundos mobiliários em cerca de 15 categorias. O destaque vai para o crescente número de aplicações em unidades de participação quer de fundos nacionais quer de fundos internacionais. No primeiro caso o valor cresceu 4,35% para os 481 milhões de euros enquanto o aumento do investimento em fundos internacionais foi de 3,7% para os 1.389 milhões de euros, nas carteiras dos fundos mobiliários analisados pela Associação.

No que diz respeito à maior subida percentual nas aplicações, esta aconteceu na categoria "obrigações diversas internacionais" que fecharam o mês com 27 milhões de euros depois de um crescimento de 17,3%. As "ações nacionais" também se destacam pela positiva ao aumentaram a sua posição em 13% para os 279 milhões de euros.

As "obrigações diversas euro" continuam a ser a classe com maior presença nas carteiras dos fundos mobiliários com 3,36 dos 12,71 mil milhões de euros, o que equivale a posição de 29% da carteira. Muito perto vem a "liquidez" denominada em euros com 3.545 milhões de euros e uma percentagem de 27% da carteira.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos