Fundos multi-ativos são best–sellers também em Portugal


A tendência continua a ser a mesma de janeiro: os fundos multi-activos defensivos mantêm-se no centro das atenções dos investidores nacionais e, por isso, apresentaram-se novamente em fevereiro como a categoria de fundos que mais dinheiro captou no mês. Recorde-se que também a nível europeu, em 2014, os fundos multi-ativos foram dos mais apreciados, fazendo parte da lista de best-sellers, elaborada pela Lipper Thomson Reuters.

O grupo de fundos, assim classificado pela APFIPP, apresenta um retorno médio de 2,82% desde o início do ano e o fundo que mais capta também desde que ano começou pertence igualmente a esta categoria. Falamos do Millennium Prestige Conservador, que arrecada já cerca de 84,5 milhões de euros de fluxos de entrada em 2015. 

A categoria de fundos Multi-activos defensivos aparece portanto no lugar cimeiro nas captações, tanto em fevereiro, como desde o início do ano. No segundo mês do ano a categoria arrecadou 152,6 milhões de euros de entradas de dinheiro, enquanto que desde que 2015 arrancou o saldo entre entradas e saídas de dinheiro é de 218,8 milhões de euros.

As informações da Associação do final de fevereiro mostram ainda que os fundos Multi-activos defensivos já têm sob gestão mais de 1.300 milhões de euros, sendo que o crescimento do volume sob gestão da categoria é de mais de 20% desde o início do ano. 

Seguiu-se a categoria de Fundos PPR. O conjunto de produtos pertencentes a esta categoria registaram entradas de dinheiro de 27,6 milhões de euros em fevereiro, enquanto que desde o início do ano somam captações líquidas de 36,7 milhões de euros.

Destaque ainda para mais três categorias de fundos com captações superiores 10 milhões de euros em fevereiro: a de fundos multi-activos equilibrados, fundos obrigações taxa indexada euro e fundos de mercado monetário euro. 

Categorias com captações líquidas positivas em fevereiro 

Categorias de fundos Subscrições líquidas em fevereiro (milhões de euros)
Fundos Multi-activos Defensivos 152,6
Fundos PPR27,6
Fundos Multi-activos Equilibrados 17,8
Fundos Obrigações Taxa Indexada Euro 16,3
Fundos Mercado Monetário Euro13,3
Outros F. Acções Internacionais 9,6
Fundos Obrigações Euro 9,2
Fundos Ações da América do Norte5,1
Fundos de Curto Prazo Euro4,6
Fundos Multi-Activos Agressivos 3,7
FIA de Obrigações 1,3
Fonte: APFIPP, com dados de final de fevereiro 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos