Tags: Obrigações | Ações |

Fundos mobiliários captam 181,4 milhões de euros em Outubro


Os fundos de investimento mobiliário (FIM) registaram um saldo positivo de 181,4 milhões de euros em Outubro, resultado de 902,7 milhões de euros em subscrições e de 721,4 milhões em resgates, de acordo com os dados mensais da APFIPP, divulgados ontem.

Desde início do ano, o saldo continua positivo, em 264,8 milhões de euros, sendo que, dos 10 meses já decorridos, apenas em dois – Junho e Setembro -, as subscrições líquidas foram negativas.

Entre as sociedades gestoras, a ESAF foi a que teve um volume maior de subscrições líquidas em Outubro, 111,6 milhões, sendo também aquela que lidera considerando o período desde o início do ano, com 232,2 milhões de euros. O mês passado, entre as gestoras com entradas líquidas mais elevadas seguem-se a BPI Gestão de Activos (34,8 milhões de euros) e a Millennium BCP Gestão de Activos (17,9 milhões).

A sociedade com maior volume de activos sob gestão é a Caixagest , com 2,87 mil milhões de euros, pertencendo-lhe ainda o maior crescimento, em valores absolutos, desde início do ano (384,8 milhões de euros).

A Dunas Capital é a que regista maior crescimento percentual, tanto no acumulado dos primeiros 10 meses de 2012 – 151,6% -, como em Outubro – 13,1% -, sendo que no mês passado, em valores absolutos, o maior aumento foi da ESAF (136,1 milhões de euros).

Quanto ao número de fundos houve um decréscimo de dois face a Setembro, resultado do lançamento de um novo fundo e da liquidação de três, de acordo com o relatório mensal dos FIM, da APFIPP.

Empresas

Próximos eventos