Fundos mistos com o maior aumento em 2013


Os fundos de investimento mobiliários em Portugal estão a crescer mais de 15%, face ao final do ano passado, segundo os dados publicados pela Associação Europeia de Fundos e Gestão de Ativos (EFAMA).

Desde 2010 que é a primeira vez que as aplicações nos FIM em Portugal estão a aumentar. Em 2011 houve um decréscimo de 31%, que se transformou numa queda de 0,27% no ano seguinte. Em 2013, o crescimento está nos 15,09%, sobretudo devido ao crescimento de 9,38% nos fundos mistos, para os 752 milhões de euros. Também os fundos de fundos cresceram 8,8% para os 338 milhões de euros. Já os fundos de obrigações cresceram 7,26% para os 1843 milhões de euros. Os fundos de ações é a classe que menos cresceu, apenas 2 milhões para os 967, ou seja, 0,16%.

Do outro lado, os fundos de tesouraria caíram 24,12% para 970 milhões de euros.

Os fundos de investimento mobiliário em Portugal estão quase a atingir os 7 mil milhões de euros (6.907 milhões).

Longe de 2010

Apesar da recuperação, os montantes estão longe dos valores do final de 2010. Os fundos mistos são aqueles que mais se aproximam dos valores de 2010 (752 milhões em 2013 para 903 em 2010). Já os fundos de tesouraria estão a ver de metade do valor de 2010.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos