Tags: Negócio |

Fundos mercado monetário aproximam-se da linha frente


Entre o final do ano passado e o último dia de negociação do mês de setembro, os ativos sob gestão dos fundos mobiliários nacionais sofreram um revés de 4%, tendo ficado em mais de 11.864 milhões de euros, segundo os cálculos da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património (APFIPP).

A APFIPP divide as mais de duas centenas de fundos em diversas categorias, sendo que a liderança no final do mês passado foi para a categoria de “fundos de obrigações taxa indexada”, com mais de 1.452 milhões de euros em volume sob gestão, o que representa um aumento de 2,1% face ao final do ano passado.

Os maiores produtos desta categoria são os fundos Santander MultiObrigações da Santander Asset Management e ainda o Caixagest Obrigações, da Caixagest. O primeiro tinha, no final de setembro, mais de 371 milhões de euros enquanto segundo ultrapassava os 284 milhões. Acima de 200 milhões de euros ainda aparece o CA Rendimento que pertence ao portfólio da CA Gest (quase 280 milhões de euros).

O maior crescimento em termos absolutos aconteceu na categoria dos “fundos de mercado monetário euro”. O aumento de quase 340 milhões de euros, face ao final do ano passado, faz com que esta categoria suba ao segundo lugar do ranking. O maior produto desta categoria é, também, o maior fundo do mercado nacional. O produto Caixagest Liquidez, da Caixagest, tinha no final de setembro mais de1.116 milhões de euros em ativos sob gestão.

A terceira posição é ocupada pela categoria dos “fundos de tesouraria euro”. Apesar de apresentar uma queda face ao final do ano passado, esta categoria tem quase mil milhões de euros em ativos sob gestão (996 milhões). O maior produto é o BPI Liquidez, da BPI Gestão de Activos, que apresenta uma volume sob gestão superior a 304 milhões de euros. Nesta categoria podemos encontrar ainda três produtos com mais de 100 milhões de euros em ativos sob gestão: O ES Tesouraria Ativa com 186 milhões, o Santander MultiTesouraria com 151 milhões e ainda o Montepio Tesouraria com 104 milhões.

Os maiores aumentos percentuais

Há duas categorias que se destacam quando se analisam os aumentos percentuais entre o final do ano passado e o último dia de setembro. O maior aumento percentual aconteceu nos “fundos de fundos predominantemente obrigações” que viram os seus ativos sob gestão aumentarem em mais de 150%. Nesta categoria o maior destaque vai para o Millennium Prestige Conservador que tem mais de 477 milhões de euros sob gestão.

Com quase o dobro dos montantes sob gestão, face ao final de dezembro, aparece a categoria dos “fundos de fundos mistos”. O Millennium Prestige Moderado é o maior produto da categoria, tendo finalizado o mês passado com mais de 90 milhões de euros em volume sob gestão.

Fonte: APFIPP a 30 de setembro
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos