Tags: Emergentes | Latam |

Fundos Long and Short seguem na liderança a 12 meses


Dos 18 tipos de fundos de investimento que a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) categoriza, são os fundos Long and Short que dominam as rendibilidades a 12 meses, com a subcategoria Direcional a apresentar ganhos acumulados de 11,42% nos últimos 12 meses.

Na segunda posição estão os fundos Long and Short Neutro, com uma rendibilidade de 10,03%, desde julho de 2012. Fecha o pódio a categoria de Renda Fixa, com ganhos na ordem dos 9,21%, nos últimos 12 meses.

Cauda do pelotão

No extremo oposto, estão praticamente todos os fundos de ações que são categorizados pela ANBIMA, excepto os fundos de ações livres, que apresentam ganhos de 8,97% nos últimos 12 meses. Os fundos de ações de categoria Ibovespa ativo, IBrX Ativo, Small Caps, Dividendos e Sustentabilidade/Governanças encontram-se negativos nos últimos 12 meses.

Cenário mantém-se desde do início do ano

Os fundos de investimento em ações são os que mais perderam, se recuperarmos as rendibilidades apenas desde do início do ano, com todas as categorias com perdas. No plano positivo, estão, tal como nos ganhos as 12 meses, as duas categorias Long and Short, com ganhos acima dos 6%. Os fundos Long and Short apresentam uma baixa correlação com o risco de mercado, justificando assim o seu valor desde do início do ano e nos últimos 12 meses.

O que dizem os indicadores

Segundo os indicadores da ANBIMA, houve um melhoria dos indicadores em julho (todos os 11 indicadores fecharam o mês positivos), que contribuíram para que a maioria dos fundos de investimento fechassem o mês com rendibilidades positivas. O destaque vai para o Ibovespa e para o IBrX, que subiram o seu valor, elevando assim grande parte dos fundos de investimento em ações, os grandes ganhadores do mês de julho.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos