Fundos imobiliários: mais de 12.650 milhões de euros sob gestão


Os dados publicados pela CMVM mostram que, no final do ano passado, o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) fixou-se em 12.653 milhões de euros. Face ao mês anterior, representa uma diminuição de 0,8%, ou seja, cerca de 97 milhões de euros.

Analisando individualmente cada segmento, verificamos que apenas os FEII conseguiram crescer em outubro face a setembro. Segundo os cálculos da CMVM essa subida foi de 0,2% para 2.873 milhões de euros. Já as outras duas categorias decresceram: os FII caíram 1,1% para 8.996 milhões enquanto os FUNGEPI resvalaram 0,2% para 783 milhões de euros.

Em termos de número de fundos, houve a liquidação do Imoivens, gerido pela Gesfimo. Desta forma, no final de outubro existiam 250 produtos.

Mudança de mãos

Houve, ainda, três mudanças no que toca à gestão de fundos. O fundo Imoportugal, que era gerido pela Popular Gestão de Activos e passou a ser gerido pela GEF. Já o produto Gestimo que pertencia à Imorendimento passou a ser detido pela Interfundos, enquanto o Colinvest passou para as mãos da MNF Gestão de Activos, tendo pertencido antes à Interfundos.

Unidades de participação crescem na carteira

Analisando a alocação de ativos das carteira dos produtos, é visível um aumento no que toca às unidades de participação (UPs) nos fundos imobiliários abertos. Nos FII+FEII o aumento foi de 0,3% para os 5,4 milhões de euros, enquanto nos FUNGEPI o valor foi constantes, face ao mês anterior, de 21,2 milhões de euros.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos