Tags: Obrigações | Ações | Latam |

Fundos domésticos que investem no Brasil lideram em março


A Morningstar apresenta dados de 227 produtos para o mês passado, das mais diversas categorias. Além dessa rendibilidade, no último mês do primeiro trimestre do ano a mediana foi de 0,16% enquanto a skewness se fixou em 1,66.

Dos 227 produtos, apenas três tiveram uma rendibilidade acima de 6%. Desses três, dois investem principalmente no Brasil e pertencem à BPI Gestão de Activos: o BPI Brasil e o BPI Brasil Valor. O primeiro produto teve uma rendibilidade em março de 6,6%, tendo fechado o mês com mais de 59 milhões de euros sob gestão. Entre as principais posições que tem em carteira, destacam-se as obrigações do tesouro e ainda ações de empresas como a BB Seguridade Participações ou o Itaú Unibanco. Já o BPI Brasil Valor fechou o mês com ganhos de 6,2% num carteira que totalizou no último dia do mês passado 2,8 milhões de euros.  O Itaú Unibanco, a BB Seguridade Participações e a Klabin SA lideram as posições na carteira.

Os fundos que investem no mercado brasileiro acompanharam a recuperação do índice bolsista “canarinho” já que o Ibovespa cresceu 7,05% no mês passado, de acordo com os dados da ANBIMA.

O terceiro melhor fundo do mês foi o Millennium PPA com  ganhos de 6,02%, sendo o primeiro da lista que investe em ações nacionais. De seguida aparecem os restantes fundos desta categoria, como é o caso do Santander PPA, BPI Poupança Acções, Millennium Acções Portugal, Caixagest PPA, Santander Acções Portugal ou BPI Portugal, tudo com ganhos acima de 4%.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos