Fundos diversificados e defensivos conquistam popularidade


No final do quinto mês de 2015 os ativos sob gestão da indústria de fundos locais totalizavam mais de 12.108 milhões de euros. Ainda assim, face ao mês anterior houve uma queda de 0,4%, segundo os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP).

No final do mês de maio a categoria que junta todos os fundos de investimento multi-ativos defensivos somava mais de 1.733 milhões de euros, o que fazia deste segmento o maior do mercado nacional, com um peso de 14%. Para esta ascensão em muito contribuiu o Millennium Prestige Conservador, que no final de maio ascendeu ao segundo lugar dos maiores fundos do mercado nacional, com mais de 687 milhões de euros. Quase a completar duas décadas de existência, este fundo da Millennium Gestão de Activos cresceu mais de 400% em termos de património nos dois anos anteriores ao final do passado mês de fevereiro.

Destaque ainda para os cinco fundos geridos pela Santander Asset Management que acumulavam mais de 612 milhões de euros no final do mês passado. Entre estes, observam-se os mais rentáveis em 2015, até ao dia 19 de junho. Nos primeiros 169 dias do ano o fundo mais rentável é o Santander Private Moderado. O fundo no período em análise atingiu uma rendibilidade de 3,4%, seguido do Santander Select Moderado com ganhos de 3,08%.

O primeiro geria, no final de maio, mais de 83 milhões de euros, com os maiores investimentos em carteira a irem para os fundos BGF European A2 da BlackRock ou o Pioneer Euro Corporate Bond da Pioneer Investments. Iguais fundos aparecem entre as maiores posições do Santander Select Moderado, embora com diferentes pesos. No total, este segundo fundo supera os 132 milhões de euros em património.

Ambos os produtos fazem parte da gama de fundos perfilados que a entidade gestora lançou em Portugal em março do ano passado e sobre os quais a Funds People fez um balanço de comportamento nos últimos meses.

O terceiro fundo mais rentável da categoria em 2015 é o Caixagest Seleção Global. No período em análise o fundo gerido pela Caixagest regista uma rendibilidade de 2,5%, sendo o terceiro maior fundo da categoria com mais de 226 milhões de euros sob gestão. A carteira incorpora fundos da casa e outros internacionais, com o maior investimento a ir para o Caixagest Obrigações. O Schroder ISF Euro Equity da Schroders é um dos fundos estrangeiros selecionados para a carteira deste produto nacional. 

Os fundos multi-ativos

Fundo Gestora Rendibilidade 2015 (%) Ativos sob gestão - Maio
Santander Private Moderado Santander Asset Management 3,40  83 411 900 €
Santander Select Moderado Santander Asset Management 3,08  132 632 400 €
Caixagest Seleção Global Caixagest 2,50  226 427 600 €
Banco BIC Investimento Dunas Capital 1,86  11 462 500 €
Popular Global 25 Popular Gestão de Activos 1,41  51 869 500 €
Montepio Multi Gestão Prudente Montepio Gestão de Activos 1,14  5 610 500 €
Millennium Prestige Conservador Millennium Gestão de Activos 1,02  687 572 700 €
Caixagest Estratégia Equilibrada Caixagest 0,36  137 943 200 €
Santander Private Defensivo Santander Asset Management 0,34  122 538 000 €
Santander Select Defensivo Santander Asset Management 0,07  255 246 200 €
Santander Multiactivos 0-30 Santander Asset Management sem dados  18 948 800 €
Fonte: APFIPP a 19 de junho.
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos