Tags: Pensões | Ações | EUA |

Fundos de pensões portugueses com rendibilidade mediana estimada de 1,3% em agosto


No passado mês de agosto os fundos de pensões portugueses apresentaram uma rendibilidade mediana estimada de 1,3%, segundo os dados divulgados recentemente pela da consultora Mercer. O resultado, escrevem, fica a dever-se à performance positiva tanto dos mercados acionistas, como dos mercados obrigacionistas.

Mais especificamente sobre o mercado acionista é referido que este obteve uma “rentabilidade positiva, apesar da tensão geopolítica e das preocupações em torno da crise na Ucrânia”. Nos EUA referem que “os dados positivos do PIB, do mercado imobiliário e do trabalho suportam os resultados positivos”. Já na Europa “os resultados foram suportados pelos indicadores macroeconómicos”.

Também positiva foi a performance do mercado obrigacionista, que obteve 1,3% de rentabilidade no mês de agosto. Neste âmbito a Mercer escreve que “a possibilidade da Fed manter as taxas de juro baixas e o discurso do presidente do BCE, Mario Draghi, relativamente à implementação das medidas de estímulo económico, obtiveram um impacto positivo, conduzindo a uma queda das yields”.

Ressalve-se ainda que “a yield das obrigações de dívida privada com qualidade de crédito AA e maturidade superior a 10 anos, referência para as taxas de desconto dos fundos de pensões, era de 1,9% no final do mês de agosto.”

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos