Tags: Obrigações | Ações |

Fundos de Obrigações dos Emergentes com subscrições positivas


Segundo o EPFR Global, os fundos de obrigações dos mercados emergentes voltaram a crescer nas subscrições líquidas. Desde de meados de maio que tal não acontecia. Também os Emerging Market Equity Funds cresceram na última semana de setembro, perto de 6 mil milhões de dólares. Além dos Emergentes, também as High Yield Bods Funds atingiram o valor máximo das últimas nove semanas.

Mercado Monetário ganha força

Com o impasse no orçamento dos EUA (confirmado ontem com o shutdown dos serviços) e no teto da dívida, os investidores perderam algum apetite pelo risco, pelo que os fundos norte-americanos do mercado monetário continuaram a subir, atingindo o valor máximo deste ano. Já os fundos de ações dos Estados Unidos da América tiveram saídas na ordem dos 7 mil milhões de dólares na última semana.

Fundos de ações perdem investidores

Os fundos de ações tiveram subscrições líquidas negativas na ordem dos 1,54 mil milhões de dólares na última semana. Já os Dividend Equity Funds obtiveram o máximo de resgates das últimas 13 semanas. Os fundos de obrigações cresceram, tal com os fundos do mercado monetário, 4,4  e 15,88 mil milhões de dólares, respetivamente.

Europa na berlinda

Os fundos de ações Europa continuam na berlinda, com o aumento pela 13ª vez consecutiva das subscrições líquidas, apesar das saídas dos fundos de ações germânicas.

Os fundos dos PIIGS avançaram, evidenciado que a recuperação na periferia na Europa está no bom caminho, mesmo com os investidores a questionarem a história económica italiana e um possível resgate, outro, na Grécia.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3
Anterior 1 3

Próximos eventos