Tags: Obrigações | Ações |

Fundos de investimento perdem quota na carteira dos produtos vida


As provisões técnicas dos ativos Vida, das seguradoras nacionais, fecharam o ano passado com 39,41 mil milhões de euros, decrescendo 0,75% face aos 39,71 mil milhões de euros em 2011. Já o total dos ativos representativos das provisões técnicas cresceram 3,24%, fechando o ano de 2012 no 41,39 mil milhões de euros.

Fundos de investimento perdem valor

Apesar de residual, as Unidades de Participação em Fundos de Investimento perderam 0,25% do seu valor, na estrutura dos ativos vida das seguradoras, segundo os dados do Instituto de Seguros de Portugal. Assim, no final do ano passado o valor ascendia a 3,57 contra os 3,58 mil milhões de euros no ano anterior. Esta queda do valor fez com que a presença na carteira passasse de 8,9% em 2011 para 8,6% em 2012.

Na liderança estão as Obrigações Privadas que representam mais de metade da carteira, com 21,13 mil milhões (51,1% da carteira).

Produtos menos arriscados aumentam 22,54%

A maior taxa de crescimento, entre 2011 e 2012, na carteira, ocorreu nos produtos “Caixa e disponibilidades à vista não remuneradas”, com um crescimento de 22,54%, fixando o montante no final do ano em 1,03 mil milhões de euros. O segundo maior crescimento também pertence à categoria dos produtos menos arriscados e aconteceu nos “Depósitos remunerados, Certificados de Depósito e aplicações no MMI”. Neste categoria o crescimento foi de 12,8% para os 3,63 mil milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos