Fundos de Curto Prazo Euro são a maior categoria do mercado de fundos mobiliários


Como vimos anteriormente, o mês de maio foi bastante positivo para os Fundos de Investimento Mobiliário, que chegaram aos 12 mil milhões de euros de ativos sob gestão, o que se traduziu num crescimento de 1,8% face ao mês de abril.

Importa também perceber como é que este mercado de fundos mobiliários se compõe, e quais as categorias de fundos que maior crescimento têm registado.

De acordo com dados do Relatório Mensal disponibilizado pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património (APFIPP) a categoria de fundos com um maior volume de ativos sob gestão é a dos Fundos de Curto Prazo Euro, com um valor de 2.920,6 milhões de euros, seguida pela dos Fundos PPR, com 1.803,3 milhões de euros e pela dos Fundos Multi-Ativos Defensivos com 1.724,8 milhões de euros.

Importa referir a vantagem dos Fundos PPR sobre os Fundos Multi-Ativos Defensivos. Os primeiros registaram um crescimento desde o início do ano de 17,3% e os segundos de 9,4%, o que originou a subida dos PPR para o segundo lugar do nosso ranking, ultrapassando assim os Multi-Ativos Defensivos.

Em termos de crescimento, no mês em análise, a categoria que mais cresceu em termos percentuais foi a dos Fundos de Obrigações Internacionais com 12,1% (12,7 milhões de euros). Por sua vez, no que toca ao crescimento em valores absolutos, a categoria dos Fundos PPR registou um crescimento 3,9%, o correspondente a 68,3 milhões de euros.  

ewcsxa

Relativamente ao período desde o início do ano, novamente foram os Fundos de Obrigações Internacionais que registaram o maior crescimento percentual em termos de volume gerido, com 128,0% de incremento (66,3 milhões de euros). Já os Fundos de Curto Prazo Euro foram aqueles que registaram o maior aumento em termos absolutos, com 495,9 milhões de euros, o correspondente a 20,5%.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos