Fundos de ações portuguesas voltam à tona


A turbulência dos meses de julho e agosto nos mercados financeiros atiraram o fundo Santander Acções Portugal, da Santander Asset Management, para fora do lugar cimeiro dos fundos mais rentáveis nos últimos doze meses, lugar onde se tinha mantido em praticamente todas as semanas do ano. Contudo, no início do mês o fundo, gerido por Diogo Pimentelvoltou ao primeiro lugar, permanecendo por lá pela terceira semana consecutiva, segundo os dados publicados pela APFIPP a 19 de setembro.

Fundos de ações nacionais recuperam

Assim, depois de algumas semanas em que os fundos de ações portuguesas não apareciam na lista dos dez produtos mais rentáveis a um ano, pouco a pouco os mesmos têm vindo a recuperar. O ranking da APFIPP, elaborado com a data de 19 de setembro mostra que na lista dos “dez mais”, cinco produtos investem no mercado nacional.

Também, os fundos sectoriais marcam uma presença assídua neste ranking, tal como os fundos com proteção de capital. Em termos de fundos de obrigações, o ES Obrigações Europa, da ESAF, é o único produto desta classe de ativos que continua no topo dos produtos mais rentáveis no período analisado.

Os dez produtos com maior retorno nos últimos doze meses

FundoGestoraCategoria APFIPPRendibilidade 1 ano (%)
Santander Acções PortugalSantander AMAções Nacionais25,4
Caixagest Rendimento OrienteCaixagestProteção de capital22,8
BPI PortugalBPI GAAções Nacionais21,9
ES Obrigações EuropaESAFObrigações Taxa Fixa21,9
Caixagest Rendimento NacionalCaixagestProteção de capital21,5
Banif Acções PortugalBanif GAAções Nacionais21
Montepio Euro HelathcareMontepio GAAções Sectoriais20,7
Millennium Acções PortugalMillennium GAAções Nacionais18,7
ES Portugal AcçõesESAFAções Nacionais18,4
Montepio Euro UtilitiesMontepio GAAções Sectoriais18,1
Fonte: Dados APFIPP a 19 de setembro 2014
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos