Tags: Ações | Europa |

Fundos de ações nacionais na frente nos primeiros nove meses do ano


Os primeiros nove meses do ano parecem ter sido positivos para o mercado europeu, e em particular para o mercado nacional. O movimento de recuperação por parte do PSI20 iniciado no final do ano passado é prova disso, tendo obtido uma rentabilidade de 15,61% entre o final de dezembro do ano passado e o final de setembro deste ano.

Captura_de_ecra__2017-10-2__a_s_15

Fonte: Euronext, 30 de setembro de 2017

Este contexto tem beneficiado os fundos de ações nacionais, sendo que alguns deles registam uma rentabilidade superior ao principal índice nacional nos primeiros nove meses do ano. Posto isto, recorrendo aos dados disponibilizados pela plataforma Morningstar Direct, vejamos quais os fundos mais rentáveis no período em questão.

Nas primeiras cinco posições surgem quatro produtos cujo universo de investimento é, de forma direta, o mercado acionista nacional. Assim, o primeiro lugar pertence ao IMGA Ações Portugal, um fundo que bateu o seu benchmark ao obter uma rentabilidade de 22,97%.  O produto gerido por Nuno Marques apresentava no final de agosto, um volume de ativos sob gestão superior a 27 milhões de euros e uma preferência pelo sector de consumo não-cíclico (representava 30,4% da exposição sectorial total).

Em segundo lugar surge o produto da responsabilidade da Invest Gestão de Activos, cujo investimento incide sob o mercado ibérico. Trata-se do Invest Ibéria, que no período em questão apresenta ganhos de 22,94% e que gere um volume de ativos de 6,97 milhões de euros.

A fechar o top 3 encontramos o Santander PPA, um dos dois únicos fundos de poupança a ultrapassar a barreira dos 15% de rentabilidade. O produto da responsabilidade da Santander Asset Management registou uma rentabilidade de 22,73% nos primeiros nove meses do ano, gerindo um património no valor de 1,36 milhões de euros (à data de 30 de agosto).

Por fim, destaque para os restantes dois produtos que obtiveram ganhos superiores a 20%. Falamos do NB Portugal Ações e do Santander Acções Portugal, cuja rentabilidade nos primeiros nove meses do ano ascendeu a 22,47% e a 22,42%, respetivamente.

Os dez melhores fundos nos primeiros nove meses do ano

Captura_de_ecra__2017-10-2__a_s_16

Fonte: Morningstar Direct, 30 de setembro

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos