Fundos chineses, europeus e japoneses com boa performance


A semana que terminou a 15 de novembro trouxe saídas de dinheiro para os fundos de mercado monetário. Segundo as informações disponibilizadas pelo EPFR Global, desta categoria saíram 21 mil milhões de dólares, sendo esta uma categoria que se justifica com a fase “energética” vivida pelos investidores, mais inclinados para as ações. Desta forma, os fundos de ações europeias seguidos pelo EPFR Global registaram portanto um valor record, alcançando a maior entrada de dinheiro desde a quarta semana do mês de novembro.

Os grupos de fundos que de certa forma já iam com um bom impulso para o novo ano, começaram janeiro a sair-se bem. Os fundos de ações europeias absorveram 4 mil milhões de dólares, os fundos de ações japonesas tiveram entradas de 1.3 mil milhões e, por fim, os fundos de ações chinesas registaram a 51ª semana de records.

Risco político nos emergentes

As informações dadas a conhecer pelos fluxos do EPFR Global, traduzem ainda a “fuga” dos investidores dos fundos de mercados emergentes. Desta forma a informação da consultora refere que os fluxos semanais sugerem o facto do risco político estar a negociar com um grande desconto. Na Tailândia, enquanto os protestos tentam derrubar o governo, tanto os fundos de ações como os de obrigações registaram a terceira semana consecutiva de outflows.

Os fundos de commodities lideraram os grupos que registam saídas de dinheiro, tendo sido os fundos de investimento em ouro aqueles que apresentaram o maior número de resgates. Também os fundos de investimento em prata registaram a sexta semana de outflows

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos