Tags: Pensões |

Fundo da Segurança Social cresceu 700 mil euros


Os últimos dois meses foram benéficos para o Fundo dos Certificados de Reforma (FCR), gerido pela Segurança Social. De acordo com o Folheto Informativo publicado pela instituição, o valor de mercado do FCR aproximou-se dos 33 milhões de euros, o que corresponde a uma subida de 700 mil euros face ao mês de agosto, onde atingiu os 32,244 milhões.

A taxa interna de rentabilidade anual de entregas mensais constantes, respeitando as datas de subscrição nos últimos doze meses alcançou os 6,4%, o valor mais alto deste ano, sendo que nos último três anos esse valor atinge os 5,7%.

Mais ações, menos liquidez

O crescimento no valor de mercado do FCR entre agosto e setembro deveu-se a um incremento da exposição ao mercado acionista. No oitavo mês do ano, as ações representavam cerca de 22,73% do portfólio, registando um crescimento para os 23,56% no final do mês seguinte. Em termos absolutos, houve um aumento na ordem dos 450 mil euros.

No que toca a instrumentos de liquidez, estes sofreram uma redução na ordem dos 50 mil euros. Em termos percentuais, estão agora perto de 0,22% e em valores absolutos atingiram os 71 mil de euros.

Apesar de uma redução da sua posição em carteira em termos percentuais, a dívida OCDE excepto títulos de dívida portuguesa representa, ainda, mais de metade do portfólio do FCR. O valor do mercado ultrapassa os 16,624 milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos