Tags: Consultoria |

Fundações a contribuir positivamente para o volume sob gestão das gestoras de patrimónios


No final do primeiro semestre do ano, os ativos sob gestão das entidades gestoras de patrimónios registaram um incremento de 2,3% para mais de 55.467 milhões de euros. Em termos monetários, o aumento é superior a 1.200 milhões de euros.

A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP), no seu relatório mensal sobre este segmento e por tipo de cliente, mostra que apenas um segmento de clientes conseguiu aumentar o seu património em junho - as fundações. Em junho, este tipo de entidades alcançou um crescimento de 4%, passando a contribuir de 46 para 48 milhões de euros de volume sob gestão junto das sociedades portuguesas gestoras de patrimónios. Ainda assim, as Fundações mantêm-se como o segmento de clientes mais pequeno entre todos os segmentos considerados pela APFIPP. 

Seguradoras aumentam posição

Todos os outros segmentos tiveram uma diminuição de valores no sexto mês do ano. As seguradoras sofreram uma redução de cerca de 500 milhões de euros, passando de 36.046 para 35.467 milhões de euros. Apesar disso, mesmo com a perda desse valor a sua ‘fatia no bolo’ aumentou de 63,8% para 63,9%. Os fundos de pensões continuam a ser o segundo maior segmento de clientes com quase 10.820 milhões de euros sob gestão enquanto os fundos de investimento caíram para 1.220 milhões de euros.

Presença de cada segmento de cliente nas gestoras de património em junho

para aumentar

Fonte: APFIPP no final de junho

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos