Tags: Negócio |

Fluxos globais dirigidos a ETP alcançaram 25.000 milhões de dólares em Novembro


Os fluxos globais recebidos por produtos cotados (ETP) mantiveram em Novembro um ritmo recorde, ao alcançarem 25.000 milhões de dólares. Com o volume de captações registado no mês passado, as entradas totais de capital em produtos cotados ascendem a 218.000 milhões de dólares até à data, este ano. O anterior recorde foi alcançado durante os dez primeiros meses de 2008, ao situar-se nos 208.500 milhões, e coincidindo com a crise global do crédito. Até à data este ano, os fluxos de produtos cotados já superaram o total registado em 2011, 173.400 milhões de dólares. Segundo se depreende do documento 'ETP Landscape' da BlackRock realizado pelo BlackRock Investment Institute, os investidores em produtos cotados dividem-se entre todos os níveis de risco, estando alocados 2.700 milhões de dólares em dívida pública, considerada como refúgio – que se estabilizou precisamente antes das eleições dos EUA -, ao mesmo tempo que mantêm um apetite pelo risco, após comprarem acções norte-americanas pelo valor de 8.200 milhões de dólares, enquanto que as acções e as obrigações dos países emergentes atingem um total de 6.200 milhões de dólares.

As obrigações têm sido, no que decorreu deste ano, o motor de crescimento fundamental ao terem atraído 31% das entradas totais, somando 67.800 milhões de dólares, ultrapassando o valor (50.000 milhões de dólares) captado em 2011.

Para Dodd Kittsley, responsável mundial de estudos de ETP da BlackRock, os grandes fluxos de Novembro demonstram que os investidores se sentem atraídos pela flexibilidade que oferecem os produtos cotados na hora de “navegar” nos mercados. “Num contexto marcado pelas eleições norte-americanas e o eminente “ precipício fiscal”, os investidores optam pelos produtos cotados para ganharem exposição a dívida pública americana considerada activo de refúgio, sem perder de vista o mercado accionista dos Estados Unidos, assim como as acções e obrigações de países emergentes, com o objectivo de obterem uma maior rendibilidade”. 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos