Fim de verão nos fundos mais subscritos: ações mantêm-se no comando, mas há nomes novos


Agosto, mês de excelência de férias, não rimou absolutamente nada com descanso nos mercados financeiros. Nas três plataformas nacionais que distribuem fundos de investimento estrangeiros obviamente que o oitavo mês do ano não passou despercebido, muito embora a lista de produtos mais subscritos não tenha sido uma fiel repercussão do ambiente vivido no mês, há claro tendências a assinalar: os fundos de ações continuaram na mó de cima e misturaram-se com outros nomes específicos.

Mudança no (mesmo) ‘number one’ do Best e do BiG

Do Banco Best, Pedro Barros, Associate Manager, indica por exemplo que “o mês de agosto trouxe uma alteração significativa no top de fundos internacionais mais subscritos, com 5 entradas”, diz o profissional, salientando a entrada na lista dos seguintes produtos: o JPMorgan Funds - Europe Small Cap Fund, o Fidelity Funds - FPS Moderate Growth Fund, o Jupiter Global Fund - Jupiter Dynamic Bond, o Schroder International Selection Fund European Dividend Maximiser e o Goldman Sachs India Equity Portfolio. Desta forma, segundo explica Pedro Barros, a encabeçar a lista do mês em análise esteve o JPMorgan Funds - Europe Small Cap Fund, que subsituiu o anterior líder Nordea-1 Stable Return Fund.

Uma “fotografia” semelhante encontra-se no BiG. Isabel Soares relata que “a principal novidade do período prende-se com uma alteração no topo da tabela”. Explica a esse nível que “o fundo Nordea Stable Return manteve a tendência de inflows mas foi superado (em termos de subscrições) pelo fundo AXA Global Equity Alpha”, sendo que a inclusão deste último na alocação de algumas carteiras associadas ao serviço Fund Advisor “potenciou um número considerável de entradas”.

Domínio as ações com ‘nuances’ indianas e japonesas           

Apesar das mudanças referidas, tanto no BiG como no Best, as ações continuaram no seu reino de domínio. “Apesar do cenário de alguma instabilidade em termos de evolução dos mercados, as escolhas dos investidores continuam a não se resumir a soluções mais defensivas ou conservadoras. Da lista dos 10 fundos mais subscritos, 6 são fundos com enfoque no segmento acionista”, diz Isabel Soares. Igualmente, no caso do Best, “o TOP continua a ser dominado pelos fundos de ações (6 em 10)”, embora da lista também faça agora parte um fundo de obrigações flexíveis:Jupiter Dynamic Bond, que, de resto já é “um fundo já tradicional nas escolhas dos investidores no Banco BEST”. Da entidade, o profissional destaca também a entrada de um fundo de ações Índia o  Goldman Sachs India Equity Portfolio – bem como “o facto de se ter mantido apenas um fundo de biotecnologias e ciências da saúde no TOP”, contrariamente ao mês passado, em que eram 3 os fundos destes sectores a constarem da lista.

No BiG, por sua vez, a “nota” no mês vai para o fundo Pictet Japanese Equity Selection. “Ainda que as fortes correcções no mercado chinês tenham tido impacto nas alocações das carteiras à região asiática, parece claro que muitos investidores continuam a encontrar valor e potencial no mercado nipónico”, salienta a gestora de produto, realçando que “os flows em fundos de acções japonesas não foram, por isso, substancialmente afectados”. No campo das obrigações, Isabel Soares sublinhou que “a temática das obrigações convertíveis continua, também, a atrair muitos investidores que procuram, neste tipo de soluções, uma forma de se posicionarem no segmento de rendimento fixo mas beneficiarem, potencialmente e em parte, da valorização dos respectivos ativos subjacentes”. Assim, foram os fundos “Schroder Global Convertible Bond e o JPMorgan Global Convertibles que registaram, em sequência desta tendência, inflows bastante interessantes no período”.

Como já é habitual, do ActivoBank, João Graça fez um pequeno resumo dos acontecimentos mais importantes num mês, que foi claramente sui generis. “O mês de Agosto ficou marcado pelos receios vindos do Oriente, mais concretamente da China. É um facto que ao longo dos últimos anos, a economia chinesa tem vindo a perder algum embalo, embora só mais recentemente os investidores começaram a prestar uma maior atenção às movimentações do país”, referiu, acrescentando que “a descida de taxas de juro, a depreciação do yuan e o aumento de endividamento da população e empresas leva as pessoas a acreditar que nem tudo está bem na 2ª maior economia mundial”. Nos Estados Unidos, por sua vez, “aproxima-se aquela que para muitos será uma reunião decisiva da FED sobre o mais esperado aumento de taxas de juro dos últimos anos”. Na opinião de João Graça, “os mercados estão muito divididos e qualquer rumor sobre o assunto tem gerado movimentações por vezes precipitadas”.

Sectoriais em destaque no ActivoBank

No que diz respeito à lista de fundos mais subscritos, da entidade relata que “no posicionamento dos clientes mais agressivos assistimos a uma clara aposta em sectores que se têm mantido consistentes ao longo dos últimos meses - a Saúde e a Biotecnologia - de resto à semelhança do mês anterior”. Por outro lado, “alguns investidores com um perfil de risco um pouco mais conservador optaram por fundos de investimento de obrigações europeias como forma de se abrigarem dos ventos incertos que sopram tanto do Atlântico norte como do oriente”.

Fundos estrangeiros mais subscritos nas plataformas nacionais em agosto

 

BIG

Best

ActivoBank

1

AXA R. Global Equity Alpha

 JPMorgan Funds - Europe Small Cap Fund D (acc) - EUR

UBS (Lux) SF Equity (EUR) N Acc

2

Nordea 1 Stable Return Fund

Nordea-1 Stable Return Fund E EUR

Deutsche Inv I Euro Gov Bonds NC

3

PIMCO Unconstrained Bond

Fidelity Funds - FPS Moderate Growth Fund A-Acc-EUR

Fidelity F Fidelity Target TM 2025 Eur A

4

Schroder ISF Global Convertible Bond

The Jupiter Global Fund - Jupiter Dynamic Bond Class L EUR Q Inc

Franklin Biotechnology Discovery N

5

Threadneedle IF Pan Europ Smaller Comp F

BlackRock Global Funds - World Healthscience Fund Class E2 EUR

BNY Mellon Long Term Global Equity A

6

Pictet Japanese Equity Selection

Schroder International Selection Fund European Dividend Maximiser B Dis

UBS (Lux) SF Yield (EUR) N Acc

7

JPMorgan Global Convertibles Fund EUR

Goldman Sachs India Equity Portfolio E Acc

MSS European Property B

8

Pioneer Fund Global Equity Target Income

The Jupiter Global Fund - Jupiter European Growth Class L EUR Acc

Fidelity F Euro Bond A

9

Henderson H. Pan European Alpha

 UBS (Lux) Equity SICAV - European Opportunity Unconstrained (EUR) P-acc

UBS (Lux) EF Health Care (USD) P Acc

10

BlackRock World Healthscience Fund

MFS® Meridian Funds - Global Total Return Fund Class A1 EUR Acc

BGF Global Equity E2

Elaboração própria com dados fornecidos diretamente pelas entidades, referentes ao final de agosto.
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos