FIA: o trio que superou 1% em julho


Os Fundos de Investimento Alternativo (FIA) são fundos não harmonizados onde se excluem os fundos com garantia de capital e os produtos estruturados. 

No final de julho, as cerca de duas dezenas de FIA, assim classificados pela APFIPP, e que estão disponíveis para os investidores nacionais totalizavam cerca de 2.000 milhões de euros em património. Desses produtos, apenas um trio conseguiu ter mais de 1% de rendibilidade no primeiro mês do segundo semestre, segundo os dados publicados pela Morningstar através da sua plataforma online.

O FIA com melhor desempenho em julho foi o Caixagest Oportunidades. Gerido pela Caixagest, entidade em Portugal que gere o maior número de FIA, o produto registou uma valorização de 1,61% e terminou o mês com mais de 36 milhões de euros em ativos sob gestão. Os cinco maiores investimentos em carteira representam cerca de dois terços do total, com essas posições a irem para dívida corporativa de cotadas como a Portucel, a Galp Energia e a Ren além de dívida pública portuguesa.

Mais focado no sector de infraestruturas surge, logo de seguida, o Caixagest Infraestruturas. A sua rendibilidade em julho foi de 1,47% e este fundo da Caixagest gere cerca de 100 milhões de euros. Conforme explicou Teresa Empis Falcão da VdA à Funds People Portugal, este sector tem apresentado um crescimento significativo nos últimos tempos a nível internacional. Segundo o prospeto do produto - destinado maioritariamente a investidores institucionais - o “objetivo principal do fundo é proporcionar aos participantes o acesso a uma carteira diversificada de ativos expostos ao sector de infraestruturas, ou seja ativos cujo património reflita a evolução do sector das infraestruturas europeu e internacional”.

O produto que fecha o trio de fundos que superou a rendibilidade de 1% em julho é o NB Rendimento Plus. Sob gestão de João Zorro da GNB Gestão de Ativos, o produto tem mais de 33 milhões de euros em património, com as maiores posições a pertencerem a dívida soberana de países como Itália, Irlanda, Portugal ou Chipre. De acordo com a ficha do produto, referente ao mês de julho, foi mesmo a “recuperação dos ativos de dívida pública periférica” que mais ajudaram o fundo em termos de rendibilidade. O fundo foi galardoado nos últimos Morningstar Awards, na qualidade de Melhor Fundo Nacional de Obrigações Euro, galardão que recebeu pela segunda vez consecutiva.

Os FIA em julho

FundoGestoraAtivos sob gestãoRendibilidade julho (%)
Caixagest OportunidadesCaixagest 36 160 997 €1,61
Caixagest InfraestruturasCaixagest 97 493 530 €1,47
NB Rendimento PlusGNB Gestão de Ativos 32 636 555 €1,18
Caixagest Imobiliário InternacionalCaixagest 268 302 633 €0,98
CA AlternativoCrédito Agrícola Gest 2 641 350 €0,84
Caixagest Private EquityCaixagest 129 423 338 €0,71
BPI MacroBPI Gestão de Activos 5 129 359 €0,48
NB LiquidezGNB Gestão de Ativos 131 585 874 €0,05
Millennium Extra Tesouraria IIIMillennium Gestão de Activos 225 999 290 €0,02
Caixagest Fundo MonetárioCaixagest 678 845 415 €0,02
Montepio Monetário PlusMontepio Gestão de Activos 50 025 994 €0,01
BPI Monétario Curto PrazoBPI Gestão de Activos 286 239 104 €0,01
NB RendimentoGNB Gestão de Ativos 1 614 130 €-0,02
Millennium Extra Tesouraria IIMillennium Gestão de Activos 23 052 361 €-0,05
Banif ÁsiaBanif Gestão de Activos 2 634 626 €-1,74
Caixagest Energias RenováveisCaixagest 13 319 030 €-2,45
Caixagest Matérias PrimasCaixagest 4 419 975 €-4,47
NB ÁfricaGNB Gestão de Ativos 3 727 476 €-5,72
BPI Brasil ValorBPI Gestão de Activos 1 748 251 €-9,76
Fonte: Morningstar no final de julho
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos