Tags: Estilo |

“Fausta” para ver no Teatro Maria Matos


A partir do romance “O Banquete” (finalista do Grande Prémio de Romance e Novela da APE, em 2012, editado pela Caminho nesse mesmo ano), Patrícia Portela respondeu ao desafio lançado pelos atores Pedro Gil e e Tonan Quito para criar Fausta.

Partindo de excertos do livro, a autora reescreveu a história de uma mulher e das suas trocas diárias de alma. A interpretar esta mulher estão dois intérpretes do sexo masculino predispostos a questionar o público sobre qual é, realmente, o preço da alma de um ser humano nos dias que correm.

Ao mesmo tempo esta é uma narrativa póstuma sobre o tempo, “a história e as histórias todas” inscritas no todo de uma vida.

A peça pode ser vista de quarta a sábado às 21h30 e domingo às 18h30. Estará em cena até dia 16 de fevereiro, no Teatro Maria Matos.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos