Tags: Negócio |

“Fatia” de fundos nacionais aumenta nos FIM


Em Julho o valor sob gestão dos organismos de investimentos colectivo em valores mobiliários (OICVM) somou mais 43,5 milhões de euros em relação ao mês de Junho, ascendendo aos 6.718,9 milhões de euros. Os fundos especiais de investimento (FEI), por seu lado, somaram um total de 6.643,5 milhões de euros.

Os fundos estrangeiros em Julho representavam 8,8% da composição das carteiras dos fundos nacionais, no entanto, o peso dos fundos nacionais, apesar de menor, cresceu 2,6% de Junho para Julho, representando 486,1 milhões de euros em unidades de participação, nesse mês.

De salientar também que as acções, tanto nacionais como estrangeiras, aumentaram a sua predominância nas carteiras de fundos mobiliários portugueses. Exactamente Portugal, aparece como o destino líder de investimento dos FIM em Acções, representando 23,0% do investimento, e tendo subido 0,5% face a Junho.

A arrecadar o maior “espaço” nas carteiras de fundos mobiliários portugueses estão, contudo, as obrigações estrangeiras, com 24,9%.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos