Tags: Estilo |

Exposição “Grande Guerra – 100 anos”


Na Biblioteca/Museu República e Resistência, no Espaço da Cidade Universitária, pode encontrar obras dos artistas Adão Rodrigues, Luís Dias, Mário Silva, Óscar Alves e os escultores Domingos Oliveira e Pé Leve.

Recorde-se que a 28 de Junho de 1914, o estudante sérvio da Bósnia Gavrilo Princip, assassina em Sarajevo, o Arquiduque Francisco Fernando, presumível herdeiro do Império Austro-Húngaro.

Este acontecimento iniciou um mês de manobras diplomáticas entre a Áustria-Hungria, a Alemanha, a Rússia, a França e o Reino Unido. A Áustria-Hungria acaba por entregar o chamado Ultimato de Julho à Sérvia, uma série de dez reivindicações criadas, intencionalmente, para serem inaceitáveis, com a intenção de provocar uma guerra com este país. Quando a Sérvia concordou apenas com oito das dez reivindicações, a Áustria-Hungria declarou-lhe guerra a 28 julho de 1914.

Começou assim a Grande Guerra, um conflito que envolveu 60 milhões de soldados europeus, dos quais 8 milhões foram mortos, 7 milhões ficaram incapacitados de maneira permanente e 15 milhões gravemente feridos. Foi uma devastação terrível agravada pela fome e pelas doenças que se seguiram. A geografia política também nunca mais foi a mesma já que os impérios envolvidos ficaram divididos em nações mais pequenas.

 

O Mais Lido

Próximos eventos