Tags: EUA |

Expectativas vs Realidade


No Chart of the Week desta semana voltamos a atravessar o Atlântico. José Pedroso, analista da Invest Gestão de Ativos, destaca a discrepância entre as promessas de Trump e a realidade atual - o otimismo justifica-se? 

image001

Com a eleição de Donald Trump, os indicadores de confiança dos investidores aumentaram, conduzindo as bolsas norte-americanas a novos máximos históricos. Na base da melhoria das expectativas estiveram as políticas prometidas durante a campanha, como a reforma do sistema tributário, a criação de um plano de investimento em infraestruturas, etc, que visam a aceleração do crescimento económico dos Estados Unidos da América (EUA). 

José PedrosoContudo, os últimos dados que tem vindo a ser divulgados não têm correspondido às elevadas expectativas criadas pelo mercado. Quando se observa o Citigroup Economic Surprise Index para os EUA (CESIUSD), índice que mede a diferença entre os dados económicos reais e os esperados pelos analistas, e o índice S&P-500 (SPX), dá para constatar a discrepância entre os últimos dados e o comportamento do mercado accionista.

Assim, conseguirá o 45º presidente entregar as tão aguardadas promessas eleitorais, potenciando o crescimento económico, ou iremos assistir a uma correcção do mercado? 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos