Europa e Global: os fundos de obrigações estrangeiros preferidos


Os investidores nacionais preferem apostar em mercados obrigacionistas onde o conhecimento é maior, segundo as subscrições realizadas no mês passado através das plataformas nacionais (ActivoBank, Banco Best e Banco BiG) em fundos de investimento estrangeiros. Segundo as três entidades, os mercados global e europeu são os preferidos dos investidores neste segmento, com seis dos oito produtos mais subscritos em outubro. 

Os fundos que investem no Velho Continente totalizam mais de 8 mil milhões de euros em ativos sob gestão. Os fundos BNY Mellon Euroland Bond P, Deutsche Invest I Euro Bonds (Short) NC e ainda o Parvest Bond Euro Government N têm em comum o facto de todos apresentarem exposição a dívida soberana de países como Espanha e Itália nas principais posições da sua carteira. Este é apenas um factor em comum nas mais de 400 posições que compõem os três produtos, em termos totais.

Quase 1.500 posições nos fundos globais

Os três fundos que investem em títulos de dívida nos cinco continentes tinham, no final de outubro, quase 8 mil milhões de euros em volume sob gestão. Em termos de exposição nas suas carteiras, os produtos Pioneer Funds Strategic Income, Templeton Global Bond Fund EUR Hdg e ainda o Jupiter Dynamic Bond Class L EUR Q Inc apresentam quase 1.500 posições.

Mas, contrariamente aos fundos europeus, a dispersão nas maiores posições é muito maior. Desde títulos de dívida norte-americana no produto gerido pela Pioneer Investments, passando por obrigações soberanas de países como Irlanda, Polónia, México, Suécia ou Malásia no fundo que pertence ao portfólio da Franklin Templeton Investments ou por dívida estatal australiana no caso do fundo da Jupiter AM, podemos encontrar um pouco dos quatro cantos do mundo.

Os restantes dois produtos pode dizer-se que investem de uma forma mais localizada, face aos anteriores. O Pioneer Funds - Emerging Markets Bond C EUR ND direciona o seu investimento para os mercados emergentes, enquanto o UBS (Lux) BS Brazil (USD) P-Acc, da UBS Global AM, dedica-se ao mercado brasileiro.

No primeiro caso há aplicações na Venezuela  ou na Nigéria, enquanto no fundo que investe no Brasil podemos encontrar, na sua carteira, títulos de dívida do país liderado por Dilma Rousseff.

A lista dos fundos de obrigações presentes nos fundos mais subscritos nas plataformas nacionais (ordem alfabética)

Fundo de ObrigaçõesGestoraAtivos sob gestão - milhões
BNY Mellon Euroland Bond PBNY Mellon AM 2 895,01 €
Deutsche Invest I Euro Bonds (Short) NCDeutsche AWM 3 728,42 €
Parvest Bond Euro Government NBNP Paribas IP 1 713,19 €
Pioneer Funds - Emerging Markets Bond C EUR NDPioneer Investments 2 060,91 €
Pioneer Funds Strategic IncomePioneer Investments 3 384,13 €
Templeton Global Bond Fund EUR HdgFranklin Templeton Investments 1 998,47 €
Jupiter Dynamic Bond Class L EUR Q IncJupiter AM 2 558,00 €
UBS (Lux) BS Brazil (USD) P AccUBS Global AM 165,38 €

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos