Tags: Emergentes | Latam | ETF |

ETF do índice brasileiro aumentou a rendibilidade pela primeira vez desde Dezembro


Os resultados da BM&FBOVESPA (a bolsa de valores brasileira) revelam que em Julho o volume financeiro do mercados de acções (do segmento BOVESPA) foi de um total de 132,69 mil milhões de reais em 18.355,701 negócios.

No que diz respeito ao volume financeiro resgistado pelos 15 ETF's (Exchange traded funds) da bolsa de valores brasileira, estes fundos atingiram 2,26 mil milhões de reais, um valor mais baixo do que o movimentado em Junho.

O ETF BOVA11, que é um fundo que segue o índice Ibovespa, diminuiu o seu volume financeiro em Julho para os 2,09 mil milhões de reais e 90.585 negócios. Este fundo, no entanto, viu pela primeira vez em Julho a sua rendibilidade mensal crescer desde Dezembro de 2012, valorizando 1,72% face ao mês anterior.

A 5 de Agosto, os sectores de maior peso neste ETF que replica o índice brasileiro são o sector financeiro, com um peso de 24,68%, e o sector de materiais básicos, com um peso de 23,41% no fundo. Os dois maiores títulos dentro do sector financeiro pertencem ao Itau Unibanco e ao Banco Bradesco. Já no sector de materiais básicos os dois títulos com maior peso são da empresa Vale S.A, uma das maiores mineradoras do mundo.

No que diz respeito aos fundos real estate (FIIs) existiu um movimento de 516,33 milhões de reais em 63.812 transacções. Deste tipo de fundos existem 108 registados no fim do mês para negociar na bolsa e nos mercados OTC (over-the-counter) da BM&FBOVESPA.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos