Tags: Obrigações | Ações |

Estado faz emissão de dívida a seis anos


O Estado, através da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) colocou mil milhões de euros na manhã desta quarta-feira, dia 27 de maio, a uma taxa de 1,5529%. Comparando com a última emissão equivalente, realizada no último mês de outubro, a taxa sofreu uma queda, já que nesse leilão situou-se em 1,85%.

Para Filipe Silva, diretor da Gestão de Ativos do Banco Carregosa, “não há surpresas, a taxa saiu em linha com o que está a ser feito no mercado secundário. Continuamos a ver descer o custo médio da dívida portuguesa, com sucessivas colocações com taxas abaixo da média da nossa dívida o que, a prazo, há-de ter um efeito positivo. O risco da dívida continua baixo, daí as taxas mais baixas. Mas mesmo sendo taxas historicamente baixas, são das mais altas na Europa. A seguir à Grécia o país que paga taxas mais elevadas para se financiar é Portugal. De resto, o montante emitido foi o que se pretendia e a procura situou-se na média da procura das emissões deste ano.”

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos