Tags: Negócio | ETF |

Está a entrar dinheiro nos fundos dos mercados desenvolvidos e a sair dos emergentes


Os fluxos de investimento comercializados à escala mundial alcançaram os 15.800 milhões de dólares em novembro, um valor mais moderado em relação aos últimos meses, antes do ressurgimento das preocupações em torno de uma possível retirada dos estímulos por parte da FED que poderá acontecer mais cedo ou mais tarde. No mês passado os volumes de investimento em fundos de ações mostraram os dois lados da moeda: enquanto os mercados desenvolvidos receberam captações de 21.500 milhões de euros, os mercados emergentes registaram saídas no valor de 4.700 milhões.

Segundo o último relatório ETP Landscape da BlackRock, os volumes de investimento atingiram, na Europa, os 3.500 milhões de dólares em captações, embora a um ritmo mais reduzidos em relação aos três meses anteriores. Em 2013, esta categoria já captou um total de 24 mil milhões de dólares, o que contrasta com os 6.500 milhões de resgates nos produtos alemães.

Os ETP de ações norte-americanas captaram 9,9 mil milhões de dólares, mostrando que os investidores se mostram mais cautelosos e tentaram proteger os seus ganhos, afastando as preocupações que foram levantadas pelo potencial de avaliação. Os fundos sectoriais e os que investem em empresas de grande capitalização obtiveram os melhores desempenhos, embora tenha havido resgates na categoria de pequena capitalização.

Após dois meses de entradas, as ações emergentes – provavelmente a classe de ativos mais sensível às mudanças na política monetária norte-americana – inverteram a sua tendência em novembro ao registar saídas no montante de 4,7 mil milhões.

O volume de investimento em obrigações atingiu apenas os 900 milhões de dólares no mês passado e continuam a mostrar diferenças no que diz respeito à duration (a categoria de vencimento a curto prazo captou 1.900 milhões). Nos Estados Unidos, os investimento em produtos com exposição a índices com vencimentos de curto prazo, assim como os de dívida pública europeia, foram objeto de procura, enquanto os investimentos em obrigações corporativas registaram saídas e o volume de investimento em obrigações de empresas de alto rendimento foram mais moderados depois de um mês de outubro impressionante.

Tal como vimos ao longo do ano, os fluxos globais de investimento em ETP estiveram muito concentrados nas ações. Durante este mês, os ETP de ações mais populares entre os investidores foram os do mercado norte-americano e os mercados desenvolvidos em geral. Já os ETP emergentes registraram saídas, possivelmente devido à sensibilidade da política monetária norte-americana”, afirma Raj Seshadri, diretora dos ETP Insight BlackRock.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos