Tags: Obrigações | Ações |

Economia portuguesa: BBVA espera crescimento de 1,5%


Depois de no último trimestre do ano passado o PIB português ter crescido acima do previsto segundo a entidade espanhola, também a perspetiva para 2015 e 2016 foi melhorando. Para o ano corrente o BBVA espera um crescimento do PIB de 1,5% que se transforma em 1,8% no próximo ano. Para este crescimento a entidade aponta “a melhoria do mercado laboral, a confiança das famílias e a baixa inflação que deverá sustentar o consumo privado”. Os especialistas que assinam o research falam de um aumento de 1,9% no consumo privado enquanto o investimento irá avançar 4,6%. No consumo publico a previsão é mais moderada, com uma subida de 0,4%.

Primeiro trimestre com crescimento de 0,4%

O modelo MICA-BBVA aponta para um crescimento da economia nacional de 0,4% para os primeiros três meses de 2015, face ao mesmo período do ano passado.

No último trimestre do ano passado o crescimento foi de 0,5% depois de uma “sólida recuperação da procura externa líquida, resultado do forte crescimento das exportações e uma queda das importações, tendo ainda o consumo privado desacelerado”, pode ler-se na publicação da entidade espanhola.

Défice a melhorar

Também o défice do Estado português apresentou alguns aspectos mais positivos. De acordo com o research do BBVA o “défice do governo melhorou em 2014 relativamente ao ano anterior, e esta melhoria foi maior do que se esperava quer no orçamento original quer nas suas alterações posteriores”.

“Excluídas as medidas pontuais, o défice deveria situar-se comodamente abaixo de 4% (cerca de 3,8%) do PIB em 2014. Para 2015, o governo prevê uma redução adicional do défice até o situar em 2,7% do PIB, mas esta melhoria é, maioritariamente, cíclica. As nossas previsões apontam a que o ajuste estrutural será de meio ponto do PIB em 2015, o que situaria o défice estrutural em 1,6%”.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos