Tags: Obrigações | Ações |

Do arranque de 2015 a novembro: a "montanha russa" dos FIM


O presente ano, que está a dar os últimos "suspiros", tem sido propício em acontecimentos nos mercados financeiros que acabaram por influenciar os ativos sob gestão dos fundos de investimento. De acordo com os dados compilados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP –, no final de novembro os ativos sob gestão somavam destes produtos somavam mais de 11.707 milhões de euros. Este valor resulta dos ativos geridos por 190 produtos pertencentes às gestoras associadas da APFIPP.

Este montante representa um aumento superior a 3% face ao mês de outubro, que se traduz num incremento de 1,09% desde do final do ano passado. Como se pode analisar no gráfico abaixo, 2015 foi um ano repleto de oscilações no que toca ao património gerido pelos produtos. Pode mesmo, em última análise, "segmentar-se" o ano em três partes distintas: numa primeira fase de crescimento até abril, depois um decréscimo até setembro, altura em que surge um ponto de inflexão de volta ao crescimento, que por  sua vez se prolonga até aos últimos dados conhecidos.

Esta "divisão" de períodos pode dizer-se que era já muito esperada, pois o início do ano arrancou de forma positiva para a indústria, mas o condicionamento das bolsas mundiais (por causa da situação chinesa) nos meses de verão - principalmente julho e agosto - não deixou imune também a indústria de fundos portuguesa. Nos meses de julho e agosto o mercado de fundos mobiliários, segundo a CMVM, chegou a encolher 1,5% e 1,3%, respetivamente. 

As mexidas nos ativos sob gestão dos fundos de investimento pode por via de dois factores: através da valorização dos ativos ou pelas captações líquidas dos produtos. Nos dados apresentados, grande parte das mudanças aconteceu devido às captações líquidas. Por exemplo, no mês de julho, o somatório dos ativos sob gestão caiu 1,5% com as captações a serem negativas, nesse mês, na ordem dos 244 milhões de euros.

Ativos médios em crescimento

Além dos ativos sob gestão, também a capitalização média dos fundos nacionais sofreu um incremento desde do final do ano passado. No último dia de 2014 os ativos sob gestão dos fundos nacionais totalizavam mais de 11.581 milhões de euros que estavam distribuídos por 210 produtos. Onze meses volvidos, houve uma redução do número de fundos e um ligeiro aumento do património gerido pelos produtos: 190 produtos e 11.707 milhões de euros.

Tal como referido, nos primeiros onze meses do ano houve um acréscimo de 1,1% nos ativos sob gestão. Já a capitalização média dos fundos cresceu quase 12%, passando de 55,1 para mais de 61,6 milhões de euros.

Ativos sob gestão vs capitalização média dos fundos

Fonte: APFIPP no final de novembro

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos