Tags: Alternativos |

Retorno específico com menor risco sistémico


(Na rubrica "Um Fundo Porque Sim", Ricardo Duarte Silva da CA Gest  destaca uma estratégia que contorna em parte o risco sistémico dos mercados acionistas)

O fundo DNCA Miuri apresenta uma estratégia “long/short” com o objectivo definido de bater a taxa de juro sem risco (Eonia) investindo em acções de empresas de média e grande dimensão domiciliadas na Europa com um “target” máximo de 5% de volatilidade. Seguindo uma análise fundamental de base, o fundo procura ganhar exposição longa a ações potencialmente desvalorizadas avançando simultaneamente com uma posição curta no respectivo índice de referência (seja sectorial ou índice bolsista).

O fundo Miuri apresentará sempre um “range” de exposição líquida a acções que variará entre -30% e +30% (atualmente nos 11%) e uma exposição bruta máxima de 200% (presentemente 124%). Na atual envolvente de mercado, onde a complacência dos investidores se move em sentido inverso à volatilidade dos mercados acionistas, o investimento num fundo com as características do Miuri permite simultaneamente beneficiar do “upside” resultante do “stock picking” da casa sem com isso estar exposto de sobremaneira ao risco sistémico dos mercados acionistas.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos