Tags: Consultoria |

Diferenças e semelhanças na gestão de patrimónios nos últimos cinco anos


Os últimos cinco anos foram propícios em acontecimentos que marcaram os mercados financeiros tanto em Portugal como no mundo. Desde do início da crise da dívida periférica europeia passando pelo acontecimento que marcou o Banco Espírito Santo, o período foi repleto de grande volatilidade.

Também na gestão de patrimónios houve algumas mudanças. Segundo os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – em agosto de 2010 os ativos sob gestão das entidades que fazem gestão individual de carteiras, conforme designação da CMVM, ascendia a 62.616 milhões de euros, divididos por 13 entidades. Volvidos cinco anos o valor sob gestão é de 59.947 milhões de euros, o que representa uma redução de cerca de 4%. Em termos de sociedades gestoras, em cinco anos a contabilização da Associação aponta para menos uma entidade.

Nas três maiores, apenas uma mudança

Analisando as entidades que compõem este segmento, existem algumas modificações, embora entre as maiores gestoras a mudança seja ligeira. Em agosto de 2010, tal como no mês passado, a Caixagest lidera o segmento. Neste cinco anos a entidade aumentou o seu património sob gestão em 12%, passando de 19.381 para 21.669 milhões de euros.

Com tendência contrária, embora mantendo a segunda posição, segue a BMO GAM. Em 2010 ainda sob a denominação de F&C Portugal, a entidade geria 19.078 milhões de euros, enquanto no mês passado tinha 13.697 milhões de euros sob gestão.

É na terceira maior entidade do segmento que surge uma 'troca de cadeiras'. Em agosto de 2010 esta posição era ocupada pela então denominada ESAF (atualmente GNB Gestão de Ativos) com 10.133 milhões. Em agosto de 2015 a terceira maior entidade é a BPI Gestão de Ativos com mais de 8.136 milhões de euros em ativos sob gestão.

“Nem tanto ao mar, nem tanto à terra”

Existem ainda algumas curiosidades entre as sociedades gestoras nestes cinco anos. Por exemplo, a Santander Asset Management é a entidade que no período analisado menos mexeu, com uma variação próxima de zero. No sentido oposto está a CA Gest que foi a entidade que mais cresceu nos cinco anos (apenas entre as gestoras com dados para as duas datas), com uma variação superior a 100%. Em sentido contrário, a evolução menos positiva aconteceu na Orey Financial, com uma queda superior a 90%.

As gestoras de patrimónios nos últimos cinco anos

GestoraAgosto 2010 *Agosto 2015Variação monetáriaVariação percentual
Caixagest19 381 700 00021 669 404 3112 287 704 31111,80%
BMO GAM19 078 000 00013 697 505 393-5 380 494 607-28,20%
BPI Gestão de Activos6 841 900 0008 136 005 8891 294 105 88918,91%
GNB Gestão de Ativos10 133 200 0007 958 770 957-2 174 429 043-21,46%
Santander Asset Management4 683 700 0004 677 234 383-6 465 617-0,14%
CA Gest1 022 400 0002 076 526 9241 054 126 924103,10%
Montepio Gestão de Activos1 002 400 0001 382 284 214379 884 21437,90%
Patris Gestão de Activos368 900 000202 860 431-166 039 569-45,01%
MNF Gestão de Activos17 400 00014 696 390-2 703 610-15,54%
Orey Financial57 100 0004 804 406-52 295 594-91,59%
Fonte: APFIPP e valores em euros. Apenas com dados de gestoras existentes em ambos os períodos e registadas na APFIPP. Denominação atual. *Valores aproximados em euros.
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos