Tags: Negócio | Emergentes | ETF |

Deutsche AWM junta-se ao clube de investidores qualificados a operar no mercado chinês


O Deutsche AWM acaba de se converter na primeira gestora alemã a ser reconhecida pelo Governo chinês como investidor estrangeiro qualificado para investir em renminbis, tendo conseguido uma licença RQFII que lhe permitirá investir em títulos chineses.

A concessão da licença acontece um ano depois do acordo alcançado entre a Alemanha e a China para estabelecer uma quota de 80.000 milhões de renminbis (11.200 milhões de euros aproximadamente) que podem ser utilizados pelas instituições financeiras com sede alemã para investir nos mercados de capitais domésticos da China. O Bundesbank descreveu o acordo nesse momento como um primeiro passo no caminho para criar um centro financeiro de operações denominadas em renminbis em Frankfurt.

“O Deutsche AWM tem estado na vanguarda ao oferecer aos investidores institucionais acesso aos mercados de capitais domésticos chineses e agora compete-lhe ser o primeiro gestor de ativos na Alemanha a ser premiado com a licença RQFII. Com o seu enorme crescimento potencial, a China é um mercado muito importante tanto para a gestão ativa como para a gestão passiva nos investimentos dos nossos clientes”, afirma James Dilworth, CEO do Deutsche AWM. Importa recordar que a entidade já conta com vários fundos que oferecem exposição à China e, adicionalmente, atua como um dos maiores fornecedores de ETFs que replicam o mercado de ações classe A (as que seguem a Bolsa de Xangai) na Europa e nos EUA, com ativos sob gestão que rondam os 2.000 milhões de euros. 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos