'Destinos exóticos' apresentam melhores performances entre os fundos de investimento alternativo


Analisar os Fundos de Investimento Alternativo (FIA) é verificar os fundos “não harmonizados, ou seja, constituídos sem observância das regras definidas no Título III do Regime Jurídico dos OIC aprovado pelo Decreto-Lei n.º 63-A/2013, de 10 de Maio. Não inclui Fundos Estruturados nem Fundos que adoptem uma política de investimentos que vise garantir, no final de um prazo pré-estabelecido, pelo menos o valor da cotação inicial do Fundo”, segundo a APFIPP. Estes fundos ainda se podem dividir em diversas categorias, consoante o investimento de cada um.

De acordo com a Associação, são 22 os fundos de investimento com estas características, sendo que dois se destacam por registarem rendibilidades superiores a 10% desde do início do ano e até ao dia 10 de abril: o Banif Ásia e ainda o NB África.

O fundo da Banif Gestão de Activos é o mais rentável entre os FIA no período analisado.  Com quase 3 milhões de euros sob gestão, o fundo consegue ter uma rendibilidade de 13,81%, com as maiores posições a irem para fundos geridos por casas de investimentos internacionais, como é o caso do Templeton Asian Bond da Franklin Templeton ou do Schroder ISF Asian Opp da Schroders.

Já o fundo gerido pela GNB Gestão de Ativos atinge uma rendibilidade de 10,87% no período em análise. Gerido por Bruno Santos, o fundo tinha no final de março quase 5 milhões de euros em património com as maiores posições em carteira a serem ocupadas por empresas sul-americanas e nigerianas. E foi neste último país que houve o maior aumento em março. Segundo a ficha do produto, referente ao mês de março, o que ajudou positivamente o fundo no período foi o “desempenho do mercado nigeriano, com destaque para os bancos de maior qualidade como o Guaranty e o Zenith”. Também a “depreciação do euro face ao naira nigeriano, ao shiling queniano e à libra egípcia” contribuiu para o resultado alcançado.

Progredindo na lista dos fundos, chegamos ao terceiro mais rentável que é o NB Rendimento Plus. Este fundo é gerido por João Zorro e apresenta uma rendibilidade de 5,33%, sendo que no final de março tinha mais de 41 milhões de euros em ativos sob gestão. Cerca de 61% da carteira é composta por obrigações Corporate, com os títulos de dívida soberana a ocuparem cerca de 35% do portfólio.

Os FIA em 2015

 Fundo GestoraRendibilidade 2015 (%)
 Banif Ásia - F.I.A. Banif GA13,81
 NB África - F.I.A.GNB GA10,87
 NB Rendimento Plus - F.I.A.GNB GA5,33
 BPI Macro - F.I.A.BPI GA3,68
 BPI Brasil Valor - F.I.A.BPI GA2,58
 Caixagest Oportunidades - F.I.A.Caixagest2,45
 Millennium Extra Tesouraria II - F.I.A.Millennium GA0,18
 Millennium Extra Tesouraria III - F.I.A.Millennium GA0,09
 Caixa Fundo Monetário - F.I.A.Caixagest0,08
 NB Liquidez - F.I.A.GNB GA0,08
 Montepio Monetário Plus - F.I.A.Montepio GA0,03
 NB Rendimento - F.I.A.GNB GA0,02
 BPI Monetário Curto Prazo - F.I.A.BPI GA0,01
Fonte: APFIPP no dia 10 de abril
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos