Tags: Obrigações | Ações |

Deloitte volta a premiar o que de melhor se faz no mercado financeiro português


O Convento do Beato voltou a receber na noite de ontem representantes das mais prestigiadas instituições portuguesas naquela que foi a 28ª Edição do Investor Relations & Governance Awards. CEOs, CFOs e Investor Relations Officers das empresas cotadas na Euronext Lisbon foram distinguidos pela superação de expectativas e crescimento sustentado ao longo do ano de 2014 no mercado financeiro português. 

Na edição deste ano não houve lugar a galardões aos melhores gestores de fundos ou casas de investimento e research, muito embora as empresas cotadas e seus representantes façam, naturalmente, parte desta cadeia de criação de valor.

Francisco Lacerda, CEO dos CTT Correios de Portugal foi reconhecido como o melhor CEO em Investor Relations, deixando para trás os restantes nomeados - António Mexia, EDP Energias de Portugal, João Manso Neto, EDP Renováveis, Manuel Ferreira de Oliveira, GALP Energia SGPS e Nuno Amado, Banco Comercial Português - nomes não menos conhecidos e reconhecidos no mercado financeiro nacional. 

Nesta cerimónia, foram ainda consagrados José Pedro Pereira da Costa da NOS SGPS como Melhor CFO em Investor Relations Maria João Carrapato, também da NOS SGPS, na qualidade de Melhor Investor Relations Officer

Os melhores Relatórios & Contas nos sectores financeiro e não financeiro couberam às empresas Millennium BCP e EDP Renováveis, respetivamente. 

Naquele que é um dos galardões mais especiais da noite - o de lifetime achievement em mercados financeiros foi homenageada Maria Cândida Rocha e Silva, Presidente do Banco Carregosa. 

Considerados prémios revelação, a 28ª Gala dos IRG Awards trouxe novidades com a atribuição de galardões ao melhor investidor do ano, onde foi consagrada a Altice; à Golden company, prémio atribuído a uma empresa não cotada que prima pelos valores de transparência, qualidade de gestão e de governance que se evidenciam e destacam na sua dimensão, performance, capacidade de internacionalização e potencial de futuro. Foi ela a Sogrape SGPS SA. Houve ainda lugar à entrega de um Prémio Especial à AICEP pelo seu papel na  Internacionalização da Economia Portuguesa.  

 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos